veja as últimas camisetas da Seleção Brasileira

UMA Nikemarca esportiva que é patrocinadora da Seleção Brasileira de Futebol, ano a camisa especial para a Copa do Mundo deste anoque será em novembro no Catar. O modelo, que é uma homenagem à onça-pintada, animal brasileiro símbolo de garra, dividiu opiniões. Pensando nisso, a coluna traçou uma linha do tempo dos designs oficiais para as últimos países.

Vem saber mais!

Giphy/Nike/Divulgação

Quem cai de paraquedas nas fotos de divulgação da nova camisa da Seleção Brasileira de Futebolpode até pensar que a Nike ea Confederação Brasileira de Futebol (CBF) são fãs da novela Pantanal. Inclusivo, foi isso uma das brincadeiras que circulou pelas redes sociais assim que a novidade foi anunciada.

UMA gigante esportiva tem uma explicação para o novo design. A estampa de onça-pintada está ali por um motivo: representar a garra do animal e dos atletas brasileiros, que tem um estilo de jogo “tão comprado quanto artístico”, segundo o comunicado da Nike.

Campanha de divulgação da nova camisa da Seleção de Futebol Brasileira
A nova coleção nacional da Nike homenageia a garra dos brasileiros e a onça-pintada, um símbolo

Campanha de divulgação da nova camisa da Seleção de Futebol Brasileira
Para a campanha, a empresa escalou um tempo de peso, com jogadores, atletas e artistas

Campanha de divulgação da nova camisa da Seleção de Futebol Brasileira.  Na foto é possível ver o modelo amarelo com gola e mangas verdes
O modelo lançado pela Nike é especial para a Copa do Mundo do Catar, que será em novembro

Campanha de divulgação da nova camisa da Seleção de Futebol Brasileira.  Na foto é possível ver o modelo azul com gola e mangas verdes
A nova camisa gerou debates e houve quem amasse e odiasse a nova estética

Segundo Aaron Barnett, Diretor de Produto Sênior da Nike Global para vestuário de futebol, “a nova coleção da Seleção Brasileira celebra a criatividade de uma equipe que nunca desiste”. Por isso, a marca escalou um tempo de peso para apresentar a novidade aos fãs: o goleiro Alisson Becker, os jogadores Richarlison e Philippe Coutinhoo atleta olímpico e ex-BBB Paulo Andreum judoca Rafaela Silva o rapper Djongaentre outros.

A camisa aparece em versões que já são clássicas da nossa Seleção: a amarela, que tem as pintas da onça de forma discreta e apenas em outra textura; ea azul, com a estampa em um verde neon chamativo. As peças são confeccionadas em poliéster reciclado de garrafas plásticas, na busca pela redução do desperdício.

O jogador Phellipe Coutinho em campo com o novo uniforme da Seleção Brasileira de Futebol
“Para a Nike, valorizar o futebol significa homenagear as atletas, a juventude e as comunidades que ou definiram”, afirmou Aaron Barnett, diretor de produto da Nike Global

O jogador Rodrygo em campo com o novo uniforme da Seleção Brasileira de Futebol
A nova camisa da seleção começou a ser vendida no dia 12 de agosto

O jogador Richarlison em campo com o novo uniforme da Seleção Brasileira de Futebol
A equipe da Nike quis se manter fiel à estética dos uniformes, ousando em toques pontuais
Minimalismo: anos 2010

Pará 2018, na Copa da Rússiaos jogadores entraram em campo com uma camiseta minimalista: toda amarela, tinha apenas a gola verde e, estampados, o símbolo da Nike e da CBF. O refletia também o avanço da marca em criar tecidos tecnológicos que ajudassem na performance dos atletas

O mundial que sediamos em casa, em 2014, também contorno com um design limpar. O diferencial estava nos detalhes: uma costura dourada no emblema e um pequeno escudo no tecido do fundo do número, nas costas do jogador.

Quatro anos antes, na África do Sul, a estética foi semelhante. A grande diferença foi na natureza da peça. A camisa da seleção era confeccionada em poliéster 100% recicladorrepresentando assim um marco na jornada da Nike em busca de sustentabilidade. Segundo a própria marca, em material enviado à coluna, “processo que desviou milhões de garrafas plásticas de aterros sanitários não Japão e em Taiwan”.

O jogador Neymar em campo durante a Copa do Mundo de 2018 na Rússia
O modelo feito para a Copa de 2018 é minimalista, sem muitos adornos, com destaque total para o escudo da Seleção e o símbolo da Nike

Jogadores da Seleção Brasileira de futebol em partida da Copa do Mundo de 2014. Da esquerda para a direita: Oscar, David Luiz e Ramires
O modelo de 2014 também foi minimalista. A diferença estava nos detalhes: a faixa verde nas mangas e a lista na gola

Jogadores da Seleção Brasileira de futebol em partida da Copa do Mundo de 2010, na África
Em 2010, no mundial que foi sediado pela África do Sul, a listra nas mangas do uniforme era o principal diferencial
Bug do milênio

Ao retroceder no tempo, mais precisamente para 2002, na Copa do Mundo que foi divida entre o Japão ea Coreia do Sul, é possível ver uma das camisetas mais ousadas da seleção. A peça era amarela, mas possuía grafismos laterais em verde.

Por causa da sossego e faço calor dos dois países, a Nike apostou em tecnologia e inovação para desenvolver uma camiseta que auxilia as atletas. “O sistema Cool Motion era composto por duas camadas: uma segunda-pele com malha Dri-FITque transporta o suor para a segunda camada externa, entrelaçada com um poliéster de baixo peso”, explica a gigante esportiva.

O jogador de futebol Ronaldo levantando a taça do campeonato que a seleção ganhou: 2002, Copa do Mundo do Japão e da Coreia do Sul
O amarelo do uniforme de 2002 era em um tom menos forte
O jogador de futebol Rivaldo em 2002, na Copa do Mundo do Japão e da Coreia do Sul
A camisa da Seleção no começo dos anos 2000 possuía mais listas verdes. Destaque para o meio, que acompanhava o tom de azul dos shorts

Quatro meninas jovens e brancas, de cabelo liso, torcendo pela seleção brasileira de futebol na Copa do Mundo de 2002. Todas usam camisa verde e amarela
Para cada mundo, a Nike cria um uniforme novo. O produto costuma fazer sucesso porque todos querem assistir às partidas com a camisa

Apesar da camisa da Seleção Brasileira ter sido usada por movimentos políticos, a peça ainda é um símbolo nacional. Em 2022, ano da Copa do Mundo, esperamos poder usar o lançamento da Nike comemorando, quem, o nosso sexto título.

Colaboração Carina Benedetti


Publicado

em

por

Tags:

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *