Flu goleia Coritiba por 5 a 2 e dorme na vice-liderança do Brasileirão

0
28

Mesmo preocupado com as semifinais da Copa do Brasil, o Fluminense grande quantidade e goleou o Coritiba, de 5 a 2, neste sábado (20/8) à noite, no Maracanã, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com isso, ganhou duas posições na tabela e assumiu, provisoriamente, a vice-liderança, dois pontos na frente do Flamengo e Corinthians, e sete atrás do líder Palmeiras, com 48 pontos.

O Fluminense queria se reabilitar da derrota na última decisão, quando levou 3 a 0 do Internacional, perdendo uma série invicta de 13 jogos. Agora moral ganhou para enfrentar o Corinthians, quarta-feira, no jogo de ida das semifinais da Copa do Brasil. De outro lado o Coritiba sofreu sua quarta derrota, mesmo com a estreia de Guto Ferreira no lugar do técnico paraguaio Gustavo Morínigo. Com 22 pontos, em 18º lugar, segue na zona de rebaixamento.

Nem bem o jogo começou e o Fluminense abriu o placar na sua primeira chance, aos dois minutos. A jogada começou com Nonato, no meio-campo, que enfiou a bola para Matheus Martins pelo lado esquerdo da área. Na linha de fundo, ele cruzou para trás e Caio Paulista bateu rasteiro. A bola passou perto de um zagueiro e do goleiro e entrou perto da trave esquerda.

Este gol, si só, derrubou toda a estratégia armada pelo estreante técnico Guto Ferreira, no Coritiba, que mandou um campo três volantes para reforçar o sistema de marcação. Na esperança de se acertar, o tempo paranaense não mudou, porém, o Fluminense permaneceu tranquilo, tocando a bola com e tentando, sem forçar, o gol.

Na paciência e no momento certo, o tempo carioca marcou o segundo gol. Uma jogada bem ao estilo do técnico Fernando Diniz, porque os jogadores saíram trocando passes desde a defesa. Na frente foi uma repetição do primeiro gol, porque o mesmo Nonato deu outro passe para Matheus Martins no lado esquerdo, que fez o passe lateral a Cano. O artilheiro dominou a bola de costas, fez o giro e tocou do lado direito para o chute de primeira de A bola não saiu forte, mas passou entre as penas do goleiro Rafael William e entrou, aos 35 minutos.

O curioso é que Guto Ferreira reforçou os laterais: lado e Guilminense criou os dois lados: lado e Guilherme Biro E. No, Guto Ferreira arrumar o Coritiba, colocando mais intervalos. Entraram Alef Manga e Na luta para o contra-ataque, Bruno Gomes para reforçar a marcação no meio-campo na lateral direita, para segurar os ataques do Fluminense.

O jogo ficou mais equilibrado mesmo porque o Fluminense aumentou sua intensidade, como se pudesse placar a qualquer um. Mas numa falha grotesca, o Coritiba de Caio Paulista. Caio errou um passe para trás, Fabrício recuou a bola e lançou Alef Manga em velocidade. O atacante chegou perto da grande área e bateu em curva, tirando do goleiro Fábio, aos 26 minutos.

A torcida, que já pegou no pé de Caio Paulista, passou a vaiá-lo a cada vez que ele pegava a bola. Não pareceu apreensão por uma reação à distância. Mas esta nuvem de pessimismo logo se dissipou com o terceiro gol, marcado por Nathan, cobrando falta na frente da grande área. 31 minutos o próximo goleiro Rafael mal colocado e chutou seu lado, marca terceiro gol aos 31.

Nesta altura, Fernando Diniz já tinha iniciado o processo de substituições para poupar alguns jogadores. Mas o Coritiba não desistiu. Felipe Melo fez falta perto da grande área em cima de Bruno Gomes, A cobrança foi perfeita de Egídio por cima da barreira. O goleiro Fábio tocou a mão na bola, mas não evitou o segundo gol do visitante até, aos 38 minutos.

Após os últimos minutos de preocupação da torcida, o forte ataque carioca tratou de marcar mais um gol aos 44 minutos. Michel Araújo foi até a linha de fundo, de novo pelo lado esquerdo e cruzou para a pequena área. Willian, sozinho, de frente pra o gol só bateu de chapa para marcar. Ainda no coro e gritos da torcida deu tempo para Willian fazer o quinto gol, aos 49 minutos. Michel Araújo, agora no lado direitoian na área, e Will desviou de cabeça para redes.

Pelo Campeonato Brasileiro, o Fluminense agora só vai jogar no outro sábado, dia 27, de novo no Maracanã, às 19h, após o líder Palmeiras. No mesmo dia, às 16h30, o Coritiba vai receber o Avaí no estádio Couto Pereira, num duelo de tempos que tenta fugir da zona de rebaixamento.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here