Entenda como as mulheres estão mudando o mundo com a programação

0
31

UMA Programação de Computadores é uma das áreas em maior ascensão no mercado de trabalho. Os processos se tornam cada vez mais digitalsendo profissionais que programem dentro de suas linguagens.

Mas como em tantas outras áreas, as mulheres tiveram que galgar seu espaço também nesse universo. Isso tem sido feito de diversas formas, incluindo redes nas quais mulheres se fortalecem e ensinam umas às outras.

As pioneiras na programação

(Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)
Ada Lovelace. (Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

Se olharmos para a história da tecnologiamostre que como mulheres Apresenta-se em momentos importantes do seu desenvolvimento. Foram eles que criaram os primeiros animais de computador e conexão sem fio, por exemplo.

Um dos nomes mais lembrados é a britânica Ada Lovelace, considerada a 1ª mulher programadora. Ela primeiro o criou, em 1843 — muito antes de os computadores serem inventados. Já Grace Hopper foi a primeira programadora desenvolvida em Yale. Ajudou a criar a linguagem de programação COBOL, usado em bancos de dados comerciais.

Grace ainda inventa o termo incomodar para designar erros nos sistemas. Para o primeiro, as linguagens foram projetadas no computador comercial fabricado nos Estados Unidos. Por essas razões, é estranho notar que, com tempo, as programadoras foram se referindo a uma minoria no mercado de tecnologia (TI).

Graça Hopper.  (Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)
Graça Hopper. (Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

O último Censo (2010) mostrou que apenas 22% dos estudantes de ciências da computação eram do sexo feminino. Pode-se dizer que elas foram gradativa-se excluídas dizer carreira, que passou a ser vista como “mais masculina”. Parte disso é uma ideia errada de que a área de Exatas não atrai as mulheres.

Além disso, as programadoras costumam ser menos propensos a serem opostas na carreira de TI. Uma pesquisa já mostrou que os códigos escritos por elas costumam ser mais bem aceitos quando a autoria não é divulgada.

O movimento das mulheres programadoras

(Fonte: Unsplash)
(Fonte: Unsplash/Reprodução)

Se, por um lado, os homens ainda dominam a área da Programação; Há várias iniciativas organizadas por mulheres que visam empoderar outras para que possam se desenvolver na tecnologia.

Essas iniciativas promovem workshops, debates e países — em suma, procuram que mais programas sejam promovidos a cursos e passem a atuar no mercado. Quer entrar nesse campo? Então confira os projetos inspirados que podem ajudar no seu objetivo.

  • Minas Programam: iniciado em 2015, o projeto visa meninas estimular a aprender a programar, focando especialmente em pessoas negras e indígenas. Como criadoras promovem cursos de introdução à programação, oficinas, treinamentos e debates. Tudo é gratuito.
  • ProgramaMaria: projeto criado por designers e jornalistas que tem informações sobre tecnologia, no intuito de incentivar o empoderamento de meninas interessadas na área.
  • Laboratório: projeto que oferece cursos de 6 meses para ensinar linguagens de computador, como JavaScript, HTML, CSS, UX e outras. Além disso, promove o contato das alunas com possíveis contratantes.
  • Jogos femininos: projeto que visa incluir garotas no universo dos jogos a partir de palestras, corporações e orientações para desenvolvimento de jogos eletrônicos.

Leia também:

Quer potencializar sua carreira? Comece uma pós-graduação no Mackenzie!

Fonte: Minas Programam, Programaria, Resilia, Layerup

Este conteúdo foi útil para você?

69930verificação de cookiesEntenda como as mulheres estão mudando o mundo com a programação

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here