Ibovespa fecha em queda de 2,04% e tem primeira baixa semanal em um mês; dólar avança 1,87% em 5 pregões

0
37

O Ibovespa fechou em queda de 2,04% nesta sexta-feira (19), aos 11.496 pontos, e acumulou baixa de 1,11% na semana – após três semanas de altas repetidas.

O principal índice da Bolsa brasileira gostou do que foi visto nos Estados Unidos, onde os principais referência também registraram recuos considerados. Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq, 0,86%, 1,29% e 2,01%, respectivamente. Em parte, os ativos de risco americanos sentiram Impacto da alta dos juros – os tesouraria para dez anos viram suas ofertas a seguirem 9,9 pontos-base, para 2,979%.

“A semana começou com a aceleração da ata do Comitê Federal na próxima reunião do mercado, mas não deu parâmetros. Fernando Bresciani, Uma análise de investimentos do Banco.

Segundo o especialista, a falta de notícias levou a um momento de realização após uma sequência de altas tanto no quanto externo no Brasil – movimento intensificado, inclusive, pelo fim da temporada de balanços nos dois países, com as companhias tendo trazido resultados vistos como Maioria ativa.

“Na próxima semana temos outro evento importante, com conferência do Fed em Jackson Hole. O mercado também deve ficar esperando isso, buscando sinalizações, bem como prévia dos PMIs”, acrecenta Bresciani.

O especialista, além disso, destaca que o pessimismo do mercado foi aflorado pela divulgação da inflação ao produtor da Alemanha de julho (IPP), que veio com alta de 5,3%, frente um consenso de 0,7%. dos preços acima do esperado em uma das maiores economia do mundo ajuda a aumentar a expectativa de juros mais fortes e,decrentemente,de crescimento econômico no mundo.

“Fomos contaminados pelo mercado lá de fora, com a dúvida para onde vai o juros. Ata do Fomc deu muita pista. Estamosdependendo das falas dos diretores do Fed, e alguns, recentemente,tentaram segurar os ânimos dos investidores após os dados daos mais fracos do que o esperado”, acrecenta Nicolas Farto, especialista da Renova Invest.

Todo esse clima de risco aumentou a perspectiva de uma versão o risco. O DXY, índice que mede a força do dólar frente a outras divisões, subiu 0,56%, para 108,08 pontos. Frente ao real, o dólar fechou estável, com leve queda de 0,08%, a 5,168 reais na compra e na venda. Na semana, porém, a moeda americana avançou 1,87%.

A curva de brasileira caiu na ponta curta, com as taxas dos DI para 2023 registrando queda de um ponto-base, a 13,72%, mas subiu juros em todo o restante. Os DIs para 2025 e 2027 viram seus rendimentos subindo, respectivamente, 13 e 11 pontos, para 12,15% e 11,84%. No fim da curva, os DIs para 2029 e 2031 tiveram, ambos, seus Colheita dez pontos-base, para 1,95% e 12,04%, respectivamente.

Com a alta dos juros, figuraram entre as maiores quedas do Ibovespa ligadas ao mercado interno e de crescimento. As ações ordinárias da Locaweb (LWSA3), até MRV (MRVE3) e da Revista Luiza (MGLU3) tiveram baixas de, na sequência, 7,82%, 7,28% e 7,28%.

“Tivemos desempenho negativo das mercadorias, com e petróleo caindo. Os bancos também ficaram no negativo. O Bolsa, em geral, teve um dia de realização, com os agentes também ficar com o risco do final da semana”, acrescenta Phil .Soares, chefe de cozinha do Ações da Órama.

Como ações ordinárias e preferenciais da Petrobras (PETR3;PETR4) caíram 4,07% e 5,18%, respectivamente. Como a China Southern Airlines (CSNA3) e da CSN Mineração (CMIN3) recuperação 2,84% e 5,09%.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here