Nenhum momento de equilíbrio dos gastos diante de um crescimento abaixo do esperado, a Netflix busca o implementador que busca mais uma busca de funcionários.

Segundo a Bloomberg, a partir de notícia publicada primeiro na Variety, a gigante do streaming demitu pelo menos 300 colaboradores, de diferentes departamentos da empresa.

Os mais Unidos foram os que estão nos Estados. A nova rodada de cortes é duas vezes maior do que a registrada em maio.

Executivos da Netflix informaram, internamente, que os investimentos foram de acontecer, mas que o momento de cuidados para que os custos não ultrapassem não seja para resultar pela companhia.

Cerca de 200 mil assinantes desiste de uma plataforma no primeiro triestre deste ano, o que chacoalhou o modelo de negócio fincado em assinatura. as ações da empresa e, junto a elas, função moral.

Analistas de mercado dizem que a queda de assinantes foi causada, em parte, pelo aumento do preço dos pacotes, reajustado em janeiro. Somado a isso, os concorrentes, como Amazon e Disney, estão registrando bons desempenhos com crescimento, inclusive, de assinaturas.

Caminho do Assassino

Devido a uma série de fatores, que envolve a guerra entre Rússia e Ucrânia e o aumento da concorrência, a previsão de investidores é de que a empresa continue a assinantes.

A estimativa é de uma redução de 2 milhões de clientes no segundo trimestre. O resultado decepcionante e a perspectiva futura mais difícil fez com que a companhia perdesse mais de US$ 50 bilhões de valor de mercado.

cadastro pulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender: