(Imagem: Montagem com fotos de Marcio Juliboni/Renan Dantas/Divulgação)

Depois de recomendar a compra de Banco do Brasil (BBSA3) no início do segundo trimestre, o Itaú BBA agora sugere a alocação em Bradesco (BBDC4) – tanto para a Carteira Topo 5 quanto para a Carteira Dividendos.

O BBA diz gostar da tese de investimento em Bradesco pela diversificação de sua carteira e pela posição de mercado, ficando menos exposto à volatilidade nos números de inadimplência e lucro.

“Nossa expectativa é que o Bradesco alcance um lucro de R$ 28 bilhões em 2022, atingindo um ROE (lucro sobre o patrimônio líquido) de 18,5%”, diz trecho do relatório assinado por Victor Natal.

BB ainda está barato, mas Bradesco tem futuro ‘mais interessante’

Para o analistas do BBA, o BB ainda está barato em termos de P/PL, mas o Bradesco parece ter um futuro de curto prazo “mais interessante”.

“A inadimplência da carteira deve piorar com menor intensidade no segundo semestre e que o banco deve conseguir crescer sua margem financeira”, afirma.

Depois das ações do Bradesco contratados para trás no primeiro semestre de 202 (quando testes tradicionais às ações do Bradesco), o BBA vê oportunidade de aposto da inversão tendência.

Isenção de responsabilidade

O Tempos de dinheiro publicacao de cunho jornalistico, que visa a democratizacao da informacao. Nossas publicações devem ser compreendidas como boins divulgadores e não como divulgadores de investimentos.

Siga o Money Times no Facebook!

Curta nossa página no Facebook e conecte-se com jornalistas e leitores do Money Times. Nosso tempo traz as mais importantes do dia e você participa das conversas sobre as notícias e vistas de tudo o que acontece no Brasil e no mundo. Siga agora a página do Money Times no Facebook!