Por Maximilian Heath

BUENOS AIRES (Reuters) – A área plantada com trigo 2022/23 na Argentina seria de 6,3 milhões de hectares, versus 6,4 milhões de hectares estimados anteriormente, devido à falta de produtoras que afeta meses algumas áreas produtoras, disse a Bolsa de hectares Grãos de Buenos Aires nesta quinta-feira.

O corte na área de plantio de cereais é o terceiro que faz a bolsa desde o início da campanha em maio, quando uma previsão para o trigo era de 6,6 milhões de hectares.

“A ausência de chuva no centro da área agrícola tem impacto no planejamento do plantio”, disse a bolsa. “Essa redução de área ocorre na província de Córdoba e na região do NEA (nordeste da Argentina), que estão perto da final da janela de plantio”, disse.

Até quarta-feira, os agricultores tinham plantado 61,9% da área prevista para o cereal, segundo o relatório semanal de safra da bolsa. A Argentina é um dos maiores exportadores de trigo do mundo.

Por outro lado, a bolsa afirmou que o clima seco dos últimos dias e a conclusão da safra de soja permitiram acelerar a safra de milho 2021/22, que está 42,3% completa.

A bolsa prevê uma colheita de 49 milhões de toneladas de milho da Argentina, segundo maior exportador mundial de cereais.

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI5M0Y9-BASEIMAGE