Caminhoneiros culpam o governo por não reestruturar a Petrobras. Confira!

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Paulo Guedes, Ministro da Economia, não quer o desenvolvimento da medida provisória (MP) das estatais. No lugar, a sugestão do ministro é a criação do “voucher caminhoneiro” no valor de R$ 400,00 ea do vale-gás nacional.

De acordo com Andréia Sadi, do g1, o objetivo é incluir como duas medidas na PEC dos Combustíveis no Senado para escapar da lei eleitoral, que proíbe o benefício em ano eleitoral.

MP dos Estatais

A MP das estatais, defendida por Lira, possibilitaria que o governo federal se envolva de forma direta nas discussões sobre o preço dos alimentos. De acordo com Lira, algumas mudanças podem vir por meio de MP, que é um instrumento editado pelo Executivo que tem tarefa após a publicação, contudo, precisa ser aprovado pelo Congresso em até 120 dias.

Caminhoneiros culpam o governo

Para Chorão, presidente da Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores (Abrava), o governo federal é responsável pelo reajuste devido a não ter “reestruturado a Petrobras” ao longo de sua gestão.

“O governador se acomodou e, por ironia do destino, o ministro apelidado de Posto Ipiranga [Paulo Guedes]que deveria resolver esse problema, é o grande reparação desse caos”, afirmou por meio de nota, o líder caminhoneiro, segundo o Uol.

Vale-gás

O vale-gás, que Guedes defendeu a realização do valor, foi sancionado em 2021 pelo presidente Jair Bolsonaro e tem validade de 5 anos. Ele tem como objetivo reduzir o impacto causador pelo gás para as famílias mais necessitadas.

Dessa forma, em abril, o valor do vale-gás foi de R$ 51,00, o que corresponde a 50% da média do preço do botijão de 13kg. Foram contemplados 5,39 milhões de famílias com um valor total de R$ 275 milhões.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal não Youtube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Instagram e Contração muscular. Assim, você acompanhará tudo sobre Bancos digital, cartões de crédito, Financeiro, fintechs e relacionado ao mundo das finanças.

Imagem: Regiane_Ferraz / Shutterstock.com