[ad_1]

Tempo estimado de leitura: 3 minutes

O Grêmio encara o CSA na noite desta quinta-feira (23), às 21h30, no Estádio Rei Pelé, em Alagoas. A partida é válida pela 14ª da Série B 2022. Para o confronto, o técnico Roger Machado terá uma formação inédita como dupla de volantes em seu esquema tático.

Devido os desfalques de Mathías Villasanti e Thiago Santos, o comandante tricolor promoverá o retorno de Lucas Silva ao 11 iniciais. O volante terá Bitello como seu companheiro no meio-campo, para tentar criar dinamismo no setor e manter a segurança defensiva, vide que o clube tem a melhor defesa da competição.

Perda de protagonismo

Sendo um dos poucos jogadores com bom rendimento na reta final do Campeonato Brasileiro de 2021, o qual acarretou o rebaixamento do Grêmio, Lucas Silva manteve o status de titular para o começo da temporada de 2022. Dessa forma, o técnico Vagner Mancini testou uma formação com o atleta jogando ao lado de Thiago Santos. Porém, as atuações inconsistentes da dupla, junto com a queda do treinador, fizeram com que o atleta fosse para o banco de reservas.

Com a chegada de Roger Machado e a mudança primária de um esquema com três volantes, Lucas continuou ter mais chances. Contudo, com a ascensão de Bitello e a nova mudança tática, agora para 3-4-3, o volante perdeu espaço e ficou como quarta ou até quinta opção para formar o meio-campo.

CSA x Grêmio: Tricolor terá boas opções na reserva

O Tricolor Gaúcho relacionou Michel, Sarará e Jhonata Varela para serem opções para o setor. O experiente volante de 32 anos, um dos destaques do Grêmio campeão da Libertadores em 2017, tenta reconquistar seu espaço depois de quatro anos instáveis devido a recorrentes lesões.

Enquanto isso, os jovens da base procuram mais espaço em suas funções de origem, já que o técnico gremista tem escalados os atletas na ala-direita, devido as recorrentes lesões dos atletas que atuam no setor.



[ad_2]

Source link