Embora torçam o nariz para o conceito de “geoengenharia solar”, um grupo de cientistas do Instituto Tecnológico de Massachusetts (MIT), sugere a sua aplicação em um projeto ambicioso: criar uma barreira a posicionar entre a Terra e o Sol para conter o avanço do reconhecimento global.

Uma ideia não é exatamente nova e, vale sobressalente, é tratada como um cenário determinável, ou seja, um projeto a ser considerado apenas quando outras soluções de solução esgotadas ou se provarem inviáveis ​​ou incapazes.

publicidade

Leia também

O mesmo global vem avançando mais rápido do que, então, um grupo de cientistas da proteção da Terra e da criação de uma barreira entre como forma de contenção do calor
O conhecimento global vem avançando mais rápido do que, então, um grupo de cientistas da criação do sol e a criação de uma barreira entre a contenção do calor (Imagem: Burdun Iliya/Sstock)

Segundo as mentes por trás do projeto, ele parte de uma premissa simples: se as mudanças climáticas chegarem a um ponto sem retorno, quais seriam nossas soluções?

Daí nasceu o projeto flexível de Bolhas de espaçoque prevê a criação de uma barreira feita de filmes ultrafinos de barreira silicone e outros materiais em forma de bolha, transparentes mas ainda assim sólidos ou suficientes para barrar o calor – ou ao menos parte dele.

“Como as bolhas podem ser intencionalmente destruídas além da construção de suas superfícies, issoia a solução de geoengeria solar totalmente reversível de reduzir significativamente o lixo espacial”, diz um comunicado divulgado pelo consórcio.

Mateticamente falando, por mais que seja plausível, por mais que 1, combinações de filmes em que ela se pareça com uma ideia única de todo o resto global.

A ideia seria posicionar essa grande barreira entre a Terra e o Sol em um cinco pontos de Lagrange – provavelmente um dos três primeiros. Você deve reconhecer o nome pois, no segundo ponto de Lagrange, está o espacial espacial James Webba 1,5 milhão de milhas (km) da nossa posição.

Evidentemente, esse é um plano que dificilmente sairá do papel: o conceito geoengenharia também tem apoiadores, mas também muitos críticos – outros planos dentro deste “guarda-chuva” envolvendo a disseminação de partículas de aerossol na atmosfera para, na prática, “ diminuir o brilho” do Sol. Tal ideia, porém, pode ter consequências bem mais desastrosassegundo especialistas.

Ainda assim, com todas as propostas de redução das economias de carbono e todos os naturais são pelo homemnós não estamos exatamente perto de cumprirmos qualquer objetivo estipulado pelos ambientalistas que cuidam do assunto.

De repente, uma ideia mais “coisa de filme” pode ser justamente o que precisamos.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no Youtube? inscreva-se no nosso canal!