Cade aprova Gaspetro pela Compass sem compra

0
1

(Reuters) – O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) comprou nesta quarta-feira, a compra de 51% da distribuidora de gás Gaspetro pela Compass.

A compra da empresa, que foi aprovada pela Petrobras, que foi aprovada quatro votos e do sem, contra projetada, por mas com.

Com a operação, a Compass passará a ter participação em 18 distribuidoras de gás natural, reforçando sua atuação no setor. Ela já detém a Comgás, em São Paulo, e a Sulgás, no Rio Grande do Sul. Os 49% restantes da Gaspetro pertencem à japonesa Mitsui.

Contudo, a Compass afirmou anteriormente que busca em seus negócios e contratos de contratação com terceiros para participação a ser detida em 12 fornecedores da Gaspetro. Todas no Norte e no Nordeste.

Apesar da anunciada alienação das fatias em parte das distribuidoras adquiridas, advogados de associações de consumidores e do setor de transportes de gás naturais fazem duras críticas à operação, por eles uma transferência simples do atual monopólio da Petrobras para a Compass na região centro-sul .

A presença do grupo de estudos da Associação Brasileira de Órgãos Públicos, da iniciativa privada e da cadeia de cadeia do gás é exata de anos de estudos, Fabio Francisco até a Associação Brasileira de Órgãos Públicos, da iniciativa privada e disse Fabio Francisco, representante da Indústrias Indústrias de Vidro (Abividro).

“Os projetos noticiados da Cosan são abrangentes no setor de produção, transporte, distribuição e distribuição”, acrescentou ele.

Procuradas, a Compass ea Cosan não comentam o tema imediatamente.

O acordo entre Petrobras e Compass foi fechado em julho do ano passado, por cerca de 2 bilhões de reais.

O conglomerado Cosan já atua na produção de açúcar e etanol, além da distribuição de combustíveis, entre outros negócios.

(Por Rafaella Barros; edição de Roberto Samora)

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI5L0VX-BASEIMAGE



LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here