Nando Reis NFT carteira virtual
O anúncio oficial será feito nesta quarta-feira (22) nas redes sociais do artista. (Imagem: Nando Reis/Divulgação)

O cantor Nando Reis anuncia que está fazendo uma carteira virtual que dará acesso aos fãs “um novo universo” de seus conteúdos exclusivos, presentes, colecionáveis, oportunidades de interação com o músico e outras novidades.

Similar aos “fãs tokens” no futebol, a carteira inclui um programa de recompensas tokenizado onde os fãs podem ganhar “Nandos” por atividades como curtir uma música no Spotify e trocar por recompensas como ingressos VIP para um show, por exemplo.

O projeto elaborado e planejado pelo Board Executivo Multidisciplinar do Selo Relicário Produções, formado pelo próprio artista em conjunto com Passos, Diogo Damascena e Marcelo Rodrigues, tem como criar um marketplace onde os fãs a sua experiência que já viveram diretamente com o Através das músicas, mas que agora pode criar valor econômico a essa relação afetiva.

“Pode ter mintado mais, coletado mais…”

Para o músico, essa é uma forma de usar o que há de mais moderno em tecnologia para estar mais próximo de seus fãs e retribuir tantos anos de carinho, dedicação e fidelidade.

“Eu tenho interesse em tecnologias que têm conexão com a arte. Os NFTs me chamam a atenção em função das suas inúmeras formas de utilização”, diz Nando Reis.

A carteira digital será integrada à rede Polígono (MATIC), blockchain de segunda camada da Ethereum (ETH)e vem como parte do projeto de relançamento do álbum “Para Quando o Arco-Íris Encontrar o Pote de Ouro” que conta com uma edição comemorativa em vinil, remixada por Jack Endino.

Além do vinil, haverá outra versão em CD / digitalizados que contém faixas extras, demos e uma regravação de “Hey Babe Dara e um documentário de materiais de arquivo e histórias sobre o processo de criação do discoteca.

Conforme Reis, como NFTs também poderão ser negociado em mercado secundário. “Os donos podem exportar-los para o Metamask e da lista-los em plataformas como o OpenSea”, diz.

O músico fará o anúncio oficial de suas redes sociais com informações sobre como acessar o material na próxima quarta-feira, dia 22.

“Estamos todos informados, coisa legal com a carteira o seu lançamento é só o começo. Em relação à primeira utilidade do token, o que eu posso dizer é que os usuários poderão trocar Nandos por um presente exclusivo” finaliza o artista.

Como funciona a Carteira Virtual de Nando Reis?

O lançamento será em parceria da Relicário Produções, empresa do cantor, com a Abrakazum Entretenimento, empresa com foco em criar coleções de tokens não fungíveis (NFTs) para pessoas públicas e eventos, aravés da plataforma Moonwalk.

A Abrakazum foi responsável pelos lançamentos como o NFT do Kiko Pereira da banda Roupa Nova e da escola de samba Império Serrano no carnaval de 2021.

Conforme Renato Villela, CTO da Abrakazum Entretenimento, a carteira permitirá que Nando Reis mude a interação com seus fãs. Segundo Villela, o NFT é apenas uma ferramenta dentro da carteira.

“Vamos produzir um monte de ação e engajamento. As pessoas podem ganhar ‘Nandos’ para fazer coisas como curtir músicas no Spotify, postar uma publicação do cantor, entre outras atividades”, explica.

Ele diz que os tokens podem ser trocados no futuro por ingressos VIPs, videoconferência com o cantor e até ter a vídeos exclusivos que ainda não foram compartilhados com ninguém. Existirá uma área só para esses materiais exclusivos para quem atingir um determinado número de ‘Nandos’, ou um determinado NFT”, explica.

Vilella finaliza explicando que o foco não é no NFT, mas sim nas possibilidades de que uma carteira poderá ser criada para quem for engajado o suficiente.

Siga o Crypto Times no Facebook!

Curta nossa página no Facebook e conecte-se com jornalistas, analistas e leitores do Crypto Times. Nosso tempo traz as mais importantes do dia e você das conversas sobre as notícias e notícias e de tudo o que acontece no mundo cripto. Siga agora a página do Crypto Times no Facebook!

Isenção de responsabilidade

O Tempos de dinheiro publica informativas, de caráter jornalístico. Essa não constitui uma constituição de investimento.