Algumas décadas atrás, fumar era algo considerado elegante, descolado e até sensual. Fumar em todos os ambientes, até os aviões, e as propagandas com certeza não era claro os riscos nos ambientes. No entanto, hoje em dia, o mudou, e o Canadá quer reforços à saúde em cada cigarro individual.

Atualmente, as empresas que fabricam cigarros já precisam informar uma série de componentes e os riscos de fumar em suas embalagens e qualquer tipo de propaganda. Nos Estados Unidos, escreveu os riscos nas embalagens, enquanto no Canadá, Reino Unido e no Brasil, há fotos de pulmões pretos.

Agora, o Canadá quer ainda mais o que um cigarro é capaz de fazer. De acordo com o Business Insider, o país pretende forçar os fabricantes de cigarro a colocar um aviso cada cigarro informando os perigos a cada tragada.

Assim, a ministra de Saúde Mental e Vícios, Carolyn Bennett, anunciou uma mudança na última semana, com o Saúde Canadá destacando que os avisos em cada cigarro farão com que seja impossível ignorar. O aviso deve ser: “veneno em cada tragada”.

Há duas décadas do país já obrigados como empresas a colocar fotos gráficas nas embalagens, mas Bennett explica que essa prática já perdeu parte de seu efeito. A nova mensagem, de acordo com a ministra, pode atingir fumantes que pegam cigarros adaptados ou então que não tiveram acesso às embalagens ou aos perigos do hábito.

Os perigos do cigarro

Pessoa fumando cigarro

Reprodução/IMO

Sendo assim, no Canadá, cerca de 48 mil mortes são ligadas ao ato de fumar cigarros por ano, com 10% da população sendo composta por fumantes. Já de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, fumar está ligado a diversos tipos de câncer, cardíacos, doenças pulmonares e problemas diabetesalém de outras condições médicas.

Além disso, fumar causa 1 a cada 5 mortes nos Estados Unidos todos os anos. Cerca de 80% de Câncer nos pulmões são em decorrência do consumo do tabaco. Então, a mudança no Canadá deve ocorrer após um período de 75 dias de consulta pública. Se aprovados, as mudanças ocorrerão em 2023, com o Canadá até a elaboração do número035.

Tabagismo

O tabagismo é uma doença crônica apresentada pela dependência da nicotina nos produtos à base de tabaco. Assim, de acordo com a Revisão da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde, o tabagismo integra o grupo de “transtornos mentais, comportamentais ou do neurodesenvolvimento”, por causa do uso da substância psicoativa. Além disso, ele é considerado a maior causa evitável isolado de adoecimento e mortes precoces em todo o mundo.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o tabaco, presente no cigarro, mata 8 milhões de pessoas por ano. Mais de 7 milhões-contidos de uso direto desse produto, enquanto cerca de uso direto desse produto, é o resultado de não-fumantes expostos ao fumo passivo.

A Organização Mundial da Saúde aponta que cerca de 80% dos mais de um bilhão de fumantes do mundo também são de países de baixa e média renda, onde o peso das doenças e mortes em decorrência do tabaco é ainda maior.

Tabaco

“O é uma planta (Nicotiana tabacum) cujas folhas são utilizadas na confecção de diferentes produtos que têm como princípio ativo a nicotina, que causa dependência”, destaca o Instituto Nacional do Câncer.

“Há diversos produtos produtos de tabaco: cigarro, charuto, cachimbo, cigarro de palha, cigarrilha, bidi, tabaco para narguilé, rapé, fumo-de-rolo, dispositivos eletrônicos para fumar e outros.”

“No dispositivos a Resolução da Diretoria Colegiada n.º 46 de 2009, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), proíbe a comercialização, a propaganda e a propaganda de quaisquer eletrônicos para fumar.”

Os riscos à saúde

Clínica Meitan

“O tabagismo é uma doença que contribui para o desenvolvimento dos seguintes tipos de câncer: leucemia mielóide aguda; câncer de bexiga; câncer de pâncreas; de hig; câncer do colo do útero; câncer de esôfago; de rim e ureter; câncer de laringe (cordas vocais); câncer oral (boca); de faringe (pescoço); câncer de estômago; câncer de cólon e reto; de traqueia e brônquios”.

“Além de estar associado a doenças não transmissíveis, o tabagismo também para o desenvolvimento de outras enfermidades, tais como tuberculose, infecções contribuem para doenças crônicas gastrintestinais, impotência sexual, infertilidade em mulheres e homens”, destaca a incidência sexual, infertilidade, catarata, entre outras. o INC.

Fonte: Fio dental de menta