A Apple deve proteger a parte da carcaça de seus MacBooks para servir a área de recarga para a bateria de outros dispositivos. A novidade apareceu em uma patente e ela não está sozinha, pois o documento também indica a presença de algum tipo de sensor no teclado para detectar a presença dos dedos do usuário.

Pelo segundo recurso, a patente descreve a utilização do teclado como a área sensível ao toque do usuário. Com isso a Apple pode transformar toda a base do MacBook em uma superfície para interagir com itens de exibição na tela.

publicidade

Leia também

Este recurso já foi explorador em outros dispositivos, especialmente nos últimos smartphones criados pela BlackBerry. Nestes celulares, o logo físico abaixo da tela também é utilizado como um touchpad, permitindo assim um controle do cursor em um editor de textos, por exemplo.

Patente da Apple com carregador wireless em um MacBook (Imagem: reprodução/Patently Apple)
Patente da Apple com carregador wireless em um MacBook (Imagem: reprodução/Patently Apple)

Teclado do MacBook pode ser um grande touchpad

No caso da Apple, a área para descanso do usuário também pode ser ativada como local de entrada de toque. Pensando apenas neste ponto e não em todo o teclado, seria como ter um touchpad do tamanho de toda a área inferior do notebook.

Já o local para recarga do iPhone, segundo uma patente, fica em uma das extremidades da mesma área de descanso para o pulso. O documento é muito parecido e que reforça o que tem essa ideia, ou qual tecnologia alguma pode indicar outros energias, mas não pode ser descrita com exclusividade, como a tradução original – ela relevante da própria padrão padrão da Apple.

Patente da Apple teclado como touchpad em um MacBook (Imagem: reprodução/Patently Apple)
Patente da Apple teclado como touchpad em um MacBook (Imagem: reprodução/Patently Apple)

A patente indica outros usos para o local nos MacBooks. A lista de extras envolve até os sensores capazes de ler os modelos de oxigênio do sangue e mesmo a temperatura corporal do usuário.

Mesmo com muitas ideias, uma patente não significa o lançamento iminente de um produto ou tecnologia. As empresas costumam registrar suas ideias também para que a concorrência não chore algo muito semelhante, protegendo assim a propriedade intelectual.

Através da: Maçã patenteada.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no Youtube? inscreva-se no nosso canal!