Como placas GeForce GTX 1660TI e RTX 3050 são duas opções de GPU que aparecem no mercado brasileiro por valores a partir dos R$ 1.750. Com um bom volume de memória, as duas placas têm promessa de desempenho de sobra para encarar jogos modernos em resolução Full HD. Enquanto a GTX 1660 TI é uma placa que já tem um certo tempo de mercado e aprimorou o que outras soluções de entrada da linha Turing ofereciam, a recém-chegada RTX 3050 é uma das placas mais modernas do fabricante, sendo ainda uma porta de entrada para novas tecnologias como Ray Tracing e DLSS.

Com uma boa diferença de tempo entre seus lançamentos, até por pertencerem a linhas e mesmo modelos distintos, quem procura por um GPU investir. Para te ajudar a entender qual das placas da Nvidia é mais interessante para sua configuração, o TechTudo apresenta a seguir uma comparação das especificações técnicas dos modelos.

GTX 1660 Ti pode olhar jogos modernos em Full HD com facilidade. — Foto: Divulgação/Nvidia

Apesar da diferença de tempo entre os lançamentos das placas, GTX 1660TI e RTX 3050 Contam com especificações equivalentes. Como as placas possuem um relógio central similar e utilizar a mesma tecnologia de memória, sendo duas opções com tecnologia GDDR6.

Os modelos ainda possuem um TDP muito similar, com uma diferença de apenas 10 W. Quando o assunto são os núcleos CUDA (CUDA cores), contudo, a RTX 3050 leva vantagem, tendo cerca de mil núcleos a mais que a GTX 1660 TI. Outra diferença fica por conta do suporte a tecnologias como Ray Tracing e DLSS, que também só está presente na placa mais nova.

Mesmo com diferenças técnicas das GPUs, existe um certo equilíbrio de desempenho entre as placas, tendo ainda alguns cenários nos quais a GTX 1660TI leva vantagem segundo testes de sites especializados. Um dos pontos nos quais a 1660 TI supera a RTX 3050 é na interface de memória, que é de 192 bits na placa GTX contra 128 bits na RTX.

Testes apontam que, em velocidade efetiva, a GTX 1660TI chega a ter um desempenho 6% maior que a RTX 3050, o que não tende a impactar tanto na experiência. Mesmo com uma vantagem no desempenho, é preciso considerar que, por trazer uma arquitetura mais moderna e viável o DLSS, a RTX 3050 pode acabar sendo mais eficiente principalmente em aplicações com tecnologias mais recentes.

RTX 3050 chegou em janeiro de 2022 ao mercado — Foto: Divulgação/Nvidia

Outra similaridade entre as placas é o consumo, uma vez que os modelos têm aproximadamente a mesma demanda por energia. Enquanto um GTX 1660TI tem um TDP de 120 W, a nova RTX 3050 é uma placa de TDP de 130 W, ou seja, apenas 10 W de diferença.

Ambos os modelos utilizam apenas um conector de energia complementar com pinos segundo o fabricante. Para usar um RTX 3050a fonte recomendada (PSU) é de 550 W, enquanto para a GTX 1660TIa australiana é de uma fonte de 450 W.

Sendo uma placa mais moderna, uma RTX 3050 oferecendo mais recursos, o que se deve acabar por sua arquitetura mais recente. Por trazer os Tensor Cores, um RTX 3050 oferece suporte à tecnologia de Ray Tracing por hardware, o que deve trazer um impacto significativo em jogos e aplicações que exigem das placas para prover melhores visuais de iluminação.

O DLSS é outro da placa recente, sendo uma funcionalidade entregue com mais desempenho com mais suporte ao recurso Deep Learning para aprimorar a qualidade ou o desempenho de desempenho que pode diferenciar-se melhor ao recurso. Um recurso que só está presente na GTX 1660TI é o VR Ready, que nada mais é que a capacidade de executar aplicações em realidade virtualo que é uma tendência com a promessa da expansão do metaverso.

Novos modelos de RTX 3050 anunciados durante a CES 2022 — Foto: Reprodução/NVIDIA

Os dois modelos têm uma boa disponibilidade no mercado brasileiro, mas, por se tratar de uma placa lançada há mais tempo, a GTX 1660TI aparece com uma variedade maior de modelos de diversos fabricantes e com um preço menor. A placa de entrada/intermediária da Nvidia aparece em ofertas a partir de R$ 1.750 no varejo online, o que é um valor interessante quando consideramos a alta nos preços de componentes de hardware nos últimos anos.

Lançada em meio a uma solução de componentes em todo o mercado, a RTX 3050 é uma solução de entrada da nova geração RTX da Nvidia, o que por sua vez acaba fazendo da placa uma porta de entrada para quem quer explorar tecnologias como o Ray Tracing. A placa de vídeo lançada em 2022 aparece por valores a partir de R$ 2.399, o que é um preço alto para placas de entrada — mas não podemos esquecer do cenário no qual a GPU foi lançada.

UMA GTX 1660TI pode entregar mais desempenho por um custo menor, o que acaba fazendo com que sua relação custo-benefício seja bem interessante. Por outro lado, um RTX 3050 oferece recursos que não estão presentes na GPU lançado em 2019, o que pode ser um diferencial para quem aprecia mais qualidade visual.

Desse modo, é preciso considerar que, em um cenário no qual a RTX 3050 divulgação por preços mais próximos aos da GTX 1660TI, talvez seja mais interessante considerado a placa mais nova. Atualmente, entretanto, com uma disparidade de preço grande e considerando o desempenho equivalente, a TI de 1660 ainda parece ser uma opção mais atraente.

RTX 3050 x GTX 1660 TI

Especificações GTX 1660TI RTX 3050
Lançamento 1º trimestre de 2019 1º trimestre de 2022
Preço a partir de R$ 1.750 a partir de R$ 2.399
Arquitetura Turing Ampere
Núcleos CUDA 1536 2560
Base/reforço do relógio (MHz) 1500/1770 1550/1770
Memória 6 GB GDDR6 8 GB GDDR6
Interface de memória 192 bits 128 bits
Pronto para RV Sim Não
Ray-tracing Não Sim
DLSS Não Sim
Energia 120 W 130 W
Fonte recomendada recomendada 450 W 550 W
Energia complementar Um conector com oito pinos Um conector com oito pinos

No vídeo abaixo, veja como descobrir qual é a sua placa-mãe

Como descobrir o modelo de sua placa-mãe

Como descobrir o modelo de sua placa-mãe