Luiza Helena Trajano deixa de ser bilionária; entendi o que aconteceu

0
21

Conhecida como o rosto por trás do Revista Luizaa empresária Luiza Helena Trajano deixou de ser bilionário, segundo a revista americana Forbes. A notícia vem quase um ano após a fortuna de Luiza atingir o valor máximo, US$ 5,6 bilhões (R$ 28,6 bilhões), em julho de 2021.

O recolhimento na ocupação fortuna do presidente executivo, que atualmente ocupa o posto de conselho administrativo do Magazine Luiza, é um reflexo da queda do poder de compra da maioria dos brasileiros, que afeta diretamente o desempenho do setor de entretenimento.

Antes disso, porém, a empresa vinha apresentando crescimento, graças ao processo de crescimento implementado pelo filho de Luiza, Frederico Trajano significativo, que a substituiu como CEO em 2015.

A perda de riqueza de Luiza Trajano acompanha a valorização das ações da empresa. Em julho de 2021, os papéis do Magazine Luiza estavam cotados no patamar de R$ 24. Atualmente, eles valem apenas R$ 2,55, uma queda de 90% no valor em 11 meses.

A maior parte das perdas se deram no segundo semestre do ano passado. De acordo com os meses seguintes para atingir o pico, em 16 de julho, a fortuna da empresária seis meses após a data de dezembro, sendo US$ 1,4 bilhão (R$ 7,1 bilhões) em dezembro.

Quem é Luiza Trajano?

Luiza Helena Trajano é, atualmente, presidente do conselho administrativo da holding Magazine Luiza, que controla a rede de lojas de varejo e outros negócios. Ela também detém 17% das ações da empresa.

O Magazine Luiza foi fundado em 1957, na cidade de Franca, interior de São Paulo, pelo casal Luiza Trajano Donato e Pelegrino José Donato, tios de Luiza Helena Trajano.

Em 1976, um executivo assumiu o controle da empresa, que cresceu consideravelmente desde então, tendo se tornado uma das maiores redes de comércio da América Latina. Um dos feitos da gestão de Luiza foi apostatado no comércio eletrônico, atualmente a maior fonte de riqueza do “Magalu”.

À frente da empresa, Luiza alcançou uma fortuna bilionária tendo se tornado a mulher mais rica do Brasil, em 2020. Em 2015, ela passou a carga de CEO para o filho, Frederico Trajano, para se tornar do conselho.

Em 2021, ao mesmo tempo que a sua fortuna atingiu o valor máximo, ela foi escolhida uma das 25 mulheres mais influentes do mundo, pelo jornal britânico Financial Times, e um das 100 personalidades do ano, pela americana Time. Em ambas lista como ocasiões, a empresária a brasileira presente nas únicas.

Amaury Nogueira

Amaury da Silva Nogueira é bacharelando em Letras/Edição pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Apaixonado pelo universo da escrita, atua há dois anos como redator e realiza pesquisas sobre história da edição no Brasil. Além disso, atualmente agrega pesquisa também sobre direitos e benefícios sociais para conhecimento na redação do portal de notícias FDR.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here