Vai ter festa junina? Vai, sim sinhô. Mas ela vai creme mais caro. Bem mais caro.

O motivo é a alta dos preços de alimentos preparados no preparo das receitas típicas como maçã do amor, vinho quente, pipoca com manteiga e cachorro-quente

Um estudo do Instituto Brasileiro de Economia (FGV – Ibre) mostrou que o preço médio dos ingredientes e insumos para os quitutes tradicionais aumentou 13,12% nos últimos 12 meses, enquanto a inflação dos últimos consumidores aumentou 10,08% no mesmo período.

Oeconomica instituto do Matheus Peçanha explicou de onde veio parte: choques climáticos que aumentaram quase todas as produções de hortifruti. Peçanha sugere “pesquisar preços, dar preferência a marcas menos conhecidas ou reunir um grupo maior e comprar no atacado para conseguir maiores”.

E, quando possível, substituir por outro produto.

Imaginamos como seria um abacaxi do amor. É que a fruta teve uma redução de 0,2% no seu preço acumulado de 12 meses. Alguém se aventura a testar?

Confira a coleção acumulada em 12 meses de alguns dos produtos mais consumidos durante as festas juninas no nosso GRÁFICO DA SEMANA.

Gráfico Impulso inflação dos itens da festa junina
(Arte: Leonardo Albertino)

Este texto faz parte da Newsletter pulso, a resenha semanal do que importa para o seu bolso e foi enviada aos assinantes em 16 de maio. Inscreva-se grátis para receber todas as quintas-feiras, às 6h da manhã, no seu melhor e-mail.

cadastro pulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender: