Após ter a morte anunciada em seu perfil nas redes sociais, Gui Pagnoncelli foi visto circulando nas ruas de Maceió, em Alagoas. Antes, os internautas já desconfiavam que a informação sobre o cimento do influenciador era falsa. Além dos Histórias Sobre a morte direcionada para um link no Kwai, os usuários do Twitter afirmam que essa não é a primeira vez que isso acontece.

“Duvido que seja verdade. Ele já fez isso uma vez. E ele não estava internado esses dias todos. Ele foi expulso do Hpvida por causa das mentiras”, acusou uma internauta. “Impossível acreditar em qualquer coisa vindo desse rapaz. Esses dias postou relacionados que parou cardíaca e foto foi achada no Google”, acusou outro.

Gui ficou conhecido nas redes sociais por compartilhar detalhes da luta contra a doença e a doença vaquinhas mobilizadoras para viabilizar tratamentos. Contudo, virou réu no ano passado pelo estelionato, após denúncia de fraude e de falsificação de relatórios médicos.

A informação influenciadora teria sido divulgada no perfil dele, na qual teria sido divulgada no perfil dele (1/6), e rapidamente se tornou informação de que sites de notícias e de divulgação nas redes sociais foram divulgados.

O Metrópoles,, entrou em contato com a Teresa de Lisieux, no entanto, para que possa consultar a informação. “O hospital informa que não houve atendimento do paciente Gui Pagnoncelli no Hospital Teresa de Lisieux, em Salvador (BA). Na tarde deste sábado, 18, o paciente foi atendido no Hospital Maceió (AL), e já recebeu alta”, disse o hospital em nota enviada pela assessoria de imprensa.

0

Nas redes sociais, pessoas que se dizem próximos a Gui Pagnocelli afirma que o influencer alegou ter a conta do Instagram hackeada e a ensinar a autoria da história.

Quer ficar por dentro do mundo dos famosos e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesfamosos.