Raí fala sobre o sentimento de bater o pênalti na final da Libertadores de 1992 – Arquibancada Tricolor

0
30

[ad_1]

O dia 17 de junho de 1992 ficará marcado para sempre para o torcedor são-paulino, pois foi quando o Tricolor Paulista conquistou a Libertadores da América pela primeira vez em sua história.

O adversário da final era o Newell’s Old Boys, da Argentina, e o primeiro confronto terminou com vitória dos adversários por 1×0. No Estádio do Morumbi, um jogo intenso e de domínio praticamente total do São Paulo que, no entanto, foi tirar o 0 do placar apenas no segundo tempo após pênalti sofrido por Macedo e cobrança do capitão Raí.

Em comemoração aos 30 anos desta conquista, o ex-camisa 10 do São Paulo e eterno ídolo do clube falou sobre esta cobrança em vídeo da Conmebol.

“Peguei aquela bota e tive que fazer uma concentração extraordinária, tentar esquecer toda aquela festa, aquele barulho, pra me concentrar no gesto do chute do pênalti. Consegui uma boa concentração, estava muito confiante e cobrei com muita força, bem colocado, no canto e corri pra pegar a bola porque sabia que o nosso time tinha capacidade e talento pra virarmos o jogo, fazer o segundo gol e não precisar ir para a disputa dos pênaltis, mas sem dúvida foi o momento de maior responsabilidade da minha carreira, um pênalti que valia um título Sul-Americano e começou ali uma era que ficou pra história do futebol mundial. No começo dos anos 90, o São Paulo Futebol Clube e o Telê Santana que trazia magia, espetáculo e eficiência”.

Confira abaixo ou clicando aqui:

Este gol encaminhou a decisão para as penalidades máximas e foi quando brilhou a estrela de Zetti. As cobranças tiveram início e Berizzo, que havia feito o gol do primeiro jogo, chutou e a bola bateu na trave e foi para fora, o São Paulo converteu as duas primeiras e o Newell’s Old Boys as duas outras seguintes.

Ronaldão chutou no meio do gol e o goleiro dos argentinos defendeu, mas logo depois Alfredo Mendoza chutou por cima do gol e Cafu converteu para o Tricolor. Até que era a vez de Gamboa bater, gritos de ‘É campeão’ já ecoavam nas arquibancadas do Morumbi, até que…

‘ZEEEEEEETTI!”. O goleiro são-paulino antecipou a festa da torcida, visto que o Tricolor não precisava mais nem se preocupar com a última cobrança. Então, o São Paulo Futebol Clube se sagrou Campeão da Libertadores da América de 1992.

Tudo sobre o Tricolor!

Siga o Arquibancada Tricolor em suas redes sociais e acompanhe tudo sobre o São Paulo FC:

Instagram | YouTube | Twitter | Canal no Telegram | Conheça a nossa Loja



[ad_2]

Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here