Oportunidade: Promoção do Méliuz dá até 20% de cashback em diversas bebidas. Veja como ganhar o dinheiro de volta!

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Até domingo (19), o Méliuz, de tecnologia que tem parceiros como usuário objetivo o próximo meio de vendas das lojas financeiras, completa e integrada à vida de compra, até oferece 100% de experiência de compra dinheiro de volta em produtos diversos das marcas Absolut, Ballantines, Becks e Wäls através do cadastro da nota fiscal no app.

As campanhas promocionais são específicas para cada marca. Os usuários podem consumir 20% de cashback na compra de Vodka Absolut Regular 750ml/1L e Whiskey Ballantine’s Finest 7/1L ou Ballantine’s Bourbon Finish 750ml

Já as cervejas Beck’s Long Neck 330ml ou Lata Sleek 350ml estão com 15% de cashback para quem cadastrar uma nota fiscal no app. recomendado para os usuários residentes em Minas Gerais, a cerveja Wäls Lagoinha Lata 350ml está com até 100% de cashback, limitada a uma unidade por usuário.

Para ganhar dinheiro de volta por meio da leitura da Nota Fiscal, o usuário precisa ativar a oferta no app do Méliuz antes de comprar os produtos em qualquer estabelecimento, seja na loja física, online ou por app de delivery. Depois, basta escanear o QR Code ou digitar a chave de acesso da Nota Fiscal Eletrônica da compra, pelo aplicativo.

As campanhas não são válidas nos estados MS, MT, PR e SC e a campanha Wäls é válida somente no estado de Minas Gerais.

O valor em cada compra é creditado no Méliuz e, ao completar R$ 20 de saldo, o consumidor pode transferir na hora disponível o valor para sua conta digital no Méliuz e o dinheiro como quiser – transferir via Pix, investir em bitcoin e muito mais, sem pagar nada por isso.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal não Youtube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Instagram e Contração muscular. Assim, você acompanhará tudo sobre Bancos digital, cartões de crédito, Financeiro, fintechs e relacionado ao mundo das finanças.

Imagem: Divulgação / Méliuz