“Preservação da Amazônia jamais será esquecida”, diz Fux sobre Dom e Bruno

0
15

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, nesta quinta, nota de pesar sobre o presidente do indigenista Bruno Pereira e do Dom jornalistas e sobre o avanço das investigações.

Na quarta-feira, o suspeito Amarildo Oliveira Costa disse que participou do assassinato da dupla. A Polícia Federal investiga envolvimento de cinco pessoas.

No comunicado, Fu defendeu a “efetivax punição dos planejados”. Segundo o ministro, um grupo de trabalho do CNJ vai acompanhar o caso.

“Os Observatórios de Direitos Humanos e do Meio Ambiente do Conselho Nacional de Justiça se manifestam profundamente diante das informações da confissão dos assassinatos do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Philips. O Grupo criado no âmbito do CNJ vai complementar a execução e a efetivação dos eventuais trabalhos, para garantia da prestação de serviços.”

Fux afirmou ainda que a preservação da Amazônia “jamais será esquecida.

“Em nome dos Observatórios e do Grupo de Trabalho, o Ministro Luiz Fux manifesta tristeza pelos acontecimentos e afirmações às famílias extremas e aos amigos que a luta do indigenista e do jornalista para garantia dos direitos humanos e da preservação da Amazônia jamais será esquecida.”

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here