No DF 604 pessoas, viver nas ruas durante a pandemia

0
30

Das 2.938 pessoas que vivem em situação de rua no Distrito Federalcerca de 603 de pandemia de viver nesta condição Covid-19que chegou ao DF 2020. O valor de 2020 é equivalente a 38,29% dos 1,577777777777777777777777777777777777777777777777777777777777777777 provadas. Governo do DF (GDF) em parceria com a Companhia de Planejamento do DF (Codeplan).

Segundo a pesquisa, 14,20% do total está em situação de rua há um ou dois anos. Outros 12 meses, 24%, o equivalente a 193 pessoas, morreram nas vias da capital federal nos últimos anos.

A pandemia começou há dois anos. Neste período, 604 pessoas decidem morar nas ruas do DF

Ainda de acordo com o levantamento, a maioria dessas pessoas tem entre 31 anos. A segunda faixa etária que mais perdeu um teto para morar nos últimos dois anos foi de 18 a 30 anos. A região administrativa que mais recebeu os novos moradores em situação de rua foi o Plano Piloto, que soma 119 dos mais de 600 que acusou para essas condições. Em seguida, aparece Ceilândia, com 108.

Crise

Esta semana, o Metrópoles mostrou o caso de uma família de baixa renda que perdeu o pouco que tinha do dia para a noite. Em 15 de maio, um incêndio deixou em cinzas o barraco onde moravam Maria Carolina de Souza, 28 anos, e Wellerson dos Santos, 19, junto das filhas, que têm 1, 6 e 10 anos de idade. Agora, os cinco parentes moram em uma barraca de acampamento.

“A gente está de chão para ver se vende um canto”, explica mãe. A família fatura, em média, R$ 50 por dia. É esse dinheiro que coloca o pouco o que vem na mesa.

Após perder casa em incêndio no DF, família passa a viver em barraca

A família reveza o ponto em que montam a tenda. Durante os fins de semana, fica no Plano Piloto. Durante a semana, se fixam no Paranoá, perto da escola onde as crianças estudam.

Quem quiser ajudar Maria Caraoline, Wellerson e as meninas, pode entrar em contato com a jovem pelo telefone (61) 9 9178-9130.

0

Estudo

A pesquisa social é uma parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social do DF (Sedes) e com os movimentos, que atuam em prol das pessoas em situação de rua. Teve apoio da Secretaria de Economia (SEEC), da Câmara Legislativa do DF e é o mais abrangente estudo sobre a população do DF em 12 anos.

Os dados foram registrados em 2 de fevereiro de 2022, nas 33 regiões administrativas. Classificou-se como pessoa em situação de rua aquele ou aquela que responde que dormiria ou tinha dormido pelo menos uma vez nos últimos sete dias na rua ou em um serviço de acolhimento.

O objetivo da pesquisa é diagnóstico do perfil das pessoas em situação de ruas no DF para melhor atendimento. A iniciativa contorno ainda com parcerias institucionais, como o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e a Fundação Oswaldo Cruz em Brasília (Fiocruz).

Quer ficar ligado em tudo o que rola no quadradinho? Siga o perfil do Metrópoles DF não Instagram.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here