Home Noticias Comitê que investiga invasão ao Capitólio aponta Trump como entrega

Comitê que investiga invasão ao Capitólio aponta Trump como entrega

0
19

O Deputado da Câmara dos Estados Unidos, designado para investigador o ataque ao Capitólio – que ocorreu em 6 de janeiro de 2021 – afirmou o ex- Donald Trump teve papel fundamental no desencadeio dos ataques. As pesquisas duram mais de um ano.

De acordo com o Washington Post, os nove membros da comissão se reuniram na noite de quinta-feira (9/6) para tratar do assunto e chegar ao consenso de que sabe, que perderia o pleito eleitoral, Trump começou a inflamar, até com inverdades, a insatisfação de seus apoiadores. Na, cinco pessoas

Desde que foi instaurada, uma comissão ouviu mil pessoas e obteve 140 mil documentos. Ao argumentar, durante a reunião, os parlamentares-americanos exibem um vídeo inédito do ataque, que compila imagens de assessores amedrontados.

Além disso, a comissão também ouviu Caroline Edwards, policial do Capitólio dos EUA que ficou gravemente ferida quando manifestantes-Trump forçou a entrada no prédio e, Nick Quested, um cineasta britânico que juntou informações sobre o grupo extremista Proud Boys.

Ao abrir a audiência, o presidente do comitê, Bennie G. Thompson (D-Miss.), que a violência ocorrida naquele dia, “não foi um acidente”.

“Representou a última chance desesperada de Trump de interromper e transferência de poder. E, finalmente, Donald Trump – o presidente dos Estados Unidos – estimulou uma multidão de inimigos da Constituição a marchar pelo Capitólio e subverter a democracia americana”, disse o representante.

Seguindo o comportamento negacionista e minimizando a gravidade do crime ocorrido dentro do parlamento norte-americano, Trump disse que a investigação se trata de uma “caça às bruxas sem fundamento” e classificou o ataque como o “maior movimento da história do país.

Invasão ao Capitólio

Apoiadores de Trump, que não aceitaram o resultado do pleito de novembro de 2020, invadiram o local em que ocorria a sessão que certificaria Joe Biden como presidente eleito, o Capitólio dos Estados Unidos. Deputados e senadores foram retirados do prédio pouco antes da invasão.

Em mensagem nas redes sociais, o presidente Donald Trump pediu que os seus partidários protestassem “pacificamente” e que confiassem nas forças de segurança americanas. Entretanto, houve vandalismo durante a invasão e momentos de invasão, momentos de segurança antes e como barreiras de invasão, entretanto, não foram impedidas antes de entrar e Capitólio.

Por causa dos confrontos, a prefeita de Washington, Muriel Bowser, declarado toco de confronto dos confrontos na cidade a partir das 20h de Brasília. Na ocasião, a medida ficiu em vigor por 12 horas.

O horário de chegada do estado de emergência e da Virgínia também chegou ao estado de emergência e da Virgínia, a partir de 18 de abril, que chegou ao estado de emergência das horas de Washington e também de Alexandria.

O polícia de chefe de Washington DC, Robert Contee, informou que 52 pessoas foram presas, das quais 47 por de chefe de polícia de Washington DC, o toque de presas repostas. Mais de 50 feridos. Também segundo a polícia, cinco pessoas.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here