As armas da Shopee para bater o Magalu (MGLU3), Mercado Livre e Americanas (AMER3) aqui no Brasil – Money Times

0
33

Shopee
A Shopee chegou ao Brasil se destacando no varejo online, impactando outros grandes nomes do setor (Imagem: Shutterstock/shutter_o)

O mercado de comércio eletrônico é disputado aos tapas no Brasil.

Com perspectivas de crescimento nos próximos anos, as compras onlines aqui no país tiveram um salto durante a pandemia, mas possuem enormes “buracos”.

Segundo o Banco Safraa penetração da internet no Brasil é de 81%, inferior ao do Japão, Europa e EUA. Além disso, há o potencial dos pequenos estúdios serem integrados ao marketplace das empresas.

Um relatório da E-commerce Latam, publicado pela PayU, fintech que desenvolveu soluções, mostrou e que o Brasil possui o outro mais comércio eletrônico da América Latina, com quase US$ 40 próximos anualmente e maiores a US$ 60 bilhões entre 2021 e 2022.

Já os dados do eMarketer revelaram que o país será o maior mercado de varejo eletrônico da América Latina. Ou, seja motivos não faltam para se investir aqui.

Pedra no sapato do Magazine Luiza

Uma das pioneiras o explorar esse rico mercado foi Revista Luiza (MGLU3). A empresa, fundada ainda na década de 50, conseguiu, como poucas, navegar pelas mares da década comércio eletrônico nos últimos anos — e colheu os frutos na Bolsa, com uma ação disparando mais de 200% em cinco anos.

Porém, uma tempestade perfeita, misturando alta dos juros com a ativação da concorrência, fez com que a ação despecasse 92% em pouco menos de um ano. E um dos motivos para a decoração foi justamente como novos entrantes, como a Shopee.

Um exemplo prático dessa competição é o número de downloads de aplicativos. Segundo o UBSa companhialiderou o número em abril, apesar da desaceleração do ritmo.

Outro estudo realizado pelo mobiletime/opinion box que considerou 1.897 digital no Brasil, o Shopee ficou em primeiro lugar.

Quando perguntado aplicativo você mais usa seu smartphone para fazer compras online, 21% dos respondedores “Qual responderam?” Shopeeseguido por iFood.

Números da Shopee

Apesar de não abrir os números no Brasil, no primeiro trimestre, a controladora da Shopee1,64% a Sea Singapura, teve receita, de US$ 1,64% a receita. Assim, a companhia fechou o Mesmo período com prejuízo de US$ 580 milhões.

Aqui no Brasil, empreendimento, como Luciano Hangdono das lojas Havane representantes de associações de comércio Envio ao alto escalão do governo denúncias contra plataformas on-line que realiza entrega e venda de produtos da governo China a pessoas físicas não Brasil.

Porém, o presidente Jair Bolsonaro que vá medir medida provisória (MP) para taxação de compras por aplicativos.

“Não assinarei nenhuma MP para taxar compras por aplicativos de comércio virtual como Shopee, Ali Express, Ela dentropublicações como grande parte da mídia vem divulgando”, afirmou Bolsonaro em suas redes sociais.

Veja a seguir a entrevista exclusiva concedida ao Tempos de dinheiro

Money Times: Qual estratégia da Shopee para se diferenciar no disputado mercado de e-commerce brasileiro?

Shopee: Temos como propósito construir um ecossistema inclusivo que torna a compra e venda acessível para todos.

Além do diferencial de sermos uma empresa que já nasceu no aplicativo, temos um olhar hiper localizado em tudo o que fazemos, desde a formação de 2 milhões registrados em nossa plataforma, quanto no conteúdo e ações marketing.

Para vendedores, acreditamos que o forte comprometimento da Shopee para compradores únicos e comunidades brasileiras atraídos cada vez mais empreendedores e marcas para o nosso marketplace.

Para além da experiência fácil, segura e divertida, campanhas engajantes e uma variedade de produtos em mais de 30 categorias de produtos nacionais e internacionais. Temos 8.8.8.8.10.10.10.710 campanhas de marketing com o foco bem local.

A experiência também faz parte da experiência Shopee e mais perspectiva (gamificação)dinheiro de volta) com as Moedas Shopee, que podem ser acumuladas em compras de vendedores Indicadores e das grandes da Shopee Oficial, em jogos como Shopee Pets, Shopee Candy, Shopee Recompensas Diárias entre outras marcas e cada vez que o consumidor deixa um comentário/avaliação sobre sua compra ou avisa sobre o recebimento dos produtos.

Outro diferencial do Shopee é como nos engajamos com nossos usuários. Temos um relacionamento próximo tanto dos nossos consumidores como consumidores.

A quantidade de seguidores (mais de 10) em nossas redes sociais mostra como temos agradado. Além do conteúdo customizado para os brasileiros, lançamos recentemente nosso mascote, o Shopito, que é um vira-lata caramelo e representa muito bem nosso país por ser carinhoso, caloroso, estiloso, bem-humorado e amigável.

Money Times: Qual a expectativa de investimentos aqui no Brasil?

Shopee: A Shopee não abre números de investimentos futuros, mas o Brasil é um mercado importante para a Shopee.

Nossa equipe local atualmente está focada em compreender como nossas comunidades e avaliar como podemos aplicar nossa experiência global para ajudar as mais pequenas empresas do Brasil a se beneficiarem do crescimento da empresa economia digital. Esse objetivo está em linha com nossa missão de melhorar vidas por meio da tecnologia.

Em pouco mais de dois anos de operação no Brasil (temos operação local desde 2019, incluindo CNPJ na cidade de São Paulo), a empresa já tem mais de 2 milhões de vendedores brasileiros registrados, reforçando o compromisso da empresa com o desenvolvimento do empreendedorismo local e mais de 1.500 colaboradores no país.

Recentemente, também inauguramos nosso segundo escritório em São Paulo.

Money Times: O sistema de logística é indicado por novos analistas como um entrante para estrangeiros estrangeiros, como a Shop. Enxergam isso como um desafio? Se sim, como estão trabalhando para superar esse possível entrar?

Shopee: Estamos ajudando a melhorar nossa operação logística e contamos com armazenamento na modalidade cross-docking nossos parceiros parceiros a otimizar a coleta e entrega de produtos de fornecedores locais aos consumidores no Brasil.

Para trazer uma entrega mais assertiva, a Shopee contata logístico com mais de 10 operadores parceiros no Brasil em toda a sua cadeia.

Money Times: Outro entrave levantados os riscos regulatórios, com empresas ampliando a pressão contra a venda de produtos piratas na plataforma. Como lidar com a pirataria na plataforma?

Shopee: Shopee, está presente no Brasil, desde 2019 (com CNPJ) e sede na cidade de São Paulo, como originalmente comentei anteriormente.

Mais de 85% das vendas na plataforma são de marcas locais, incluindo PMEs. Estamos em conformidade com os regulamentos e também exigimos que nossos parceiros trabalhem em conformidade com os regulamentos locais e também com nossas políticas.

Também tomamos medidas proativas para educar os vendedores em nossa plataforma para ajudá-los a cumprir melhor como regulamentações e políticas relevantes. A Shopee leva isso muito a sério.

Nosso marketplace incorpora vários recursos desenvolvidos para proteger ainda mais a comunidade e a confiança entre vendedores e consumidores, como a Shopee, que retém o consumidor o produto como esperado, uma equipe local dedicada ao atendimento dos usuários , mecanismos automáticos de incentivos para busca de anúncios irregulares, canais de denúncia para usuários e marcas (inclusive que marcas nos avisem sobre propriedade intelectual em nossa plataforma frigorífica.

Assim que envia os documentos, removemos imediatamente produtos e dados da situação. Possuímos ainda uma seção como Shopee Oficial com grandes marcas L’oreal, Nivea, Motorola, Multilaser, Nestlé, Huawei, Colcci roupa interior, entre outras para trazer ainda mais tranquilidade na experiência dos nossos consumidores.

Money Times: Em que patamar a empresa espera estar aqui no Brasil daqui a 5 anos?

Shopee.

Money Times: Como observar a pressão dos jogadores brasileiros para aumentar a tributação de produtos exportados? Isso é um risco para as operações?

Mais de 85% das nossas vendas são de brasileiros. Desde o início das operações, temos um compromisso em desenvolver o empreendedorismo local e grandes marcas empreendedoras locais. Estamos abertos a colaborar com o Governo e com os órgãos reguladores, e reforçamos o compromisso de adotar o desenvolvimento do empreendedorismo não Brasil.

Money Times: Como surgiu e se desenvolveu a ação dos dias Shopee do mês?

Shopee: Essa estratégia é uma tradição global da Shopee para facilitar nossos usuários a memorizar o dia que concentramos mais benefícios na plataforma.

No Brasil, incorpora em nossas campanhas de marketing e essa ideia de usar os Dias Shopee como a data mais forte. Esses dias são em sua maioria nas duas duplas, mas nos adaptamos quando há outro dia relevante como foi em março, quando foram atingidos o Dia do Consumidor no dia15.3 e o dia 3.3 foi o lançamento da campanha.

Agora em junho, o Dia Shopee será 12.06. Já na versão 6.6, será um dia importante para grandes marcas do Shopee Oficial.

Money Times: Quais são as estratégias para o Shopee se manter superando outros marketplaces, como fez com o Magalu?

Shopee: Estamos focados em construir um ecossistema inclusivo que torna a compra e venda acessível para todos.

Queremos agregar e trazer cada vez mais consumidores e vendedores para uma experiência fácil, segura e divertida.

O e-commerce tem uma penetração relativamente baixa no varejo brasileiro, então teremos vários vencedores no mercado.

Como Shopee, queremos melhorar a renda dos clientes locais e atender melhor os consumidores.

Entre para o nosso Telegram!

Faça parte do grupo do Dinheiro vezes sem telegrama. Você acessa as notícias reais e ainda pode participar de discussões relacionadas aos principais temas do Brasil e do mundo. Entre agora para o nosso grupo no Telegram!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here