Universitários citam ansiedade e como consequências da pandemia

0
18

O trabalho de saúde de alunos e alunos do primeiro ano de 1 Universidade de reprodução de Lisboa e conhecer a reprodução dos alunos/P.

O uso universitário excessivo de celulares, o comportamento sedentário, a ansiedade e a depressão e as perturbações no sono algumas das consequências da pandemia de covid-19 foram participados pelos calouros pandemia de Lisboa, em Portugal.

O trabalho, que dos alunos de vida superior do primeiro ano de 17 faculdades da Universidade Lisboa, conheceu o perfil de saúde e os estilos de estudos que entraram no ensino superior. Foram coletados dados entre março e maio2021, apanhando os chamados “calouros da pandemia”.

+ Pandemia e gerar guerra maior alta nos custos de vida do mundo, diz ONU

A psicóloga clínica Margarida Gaspar de Matos, uma das pesquisadoras envolvidas, diz que a equipe tinha pensado fazer o estudo antes – mas entretanto foi apanhada pela pandemia – e destaca o fato de estes alunos passados ​​por uma entrada na faculdade “bem diferente do que” imaginar”.

“Estes que entraram para faculdade com uma foram, numa universidade, que entrou para a faculdade com uma expectativa que teve uma situação que exige muito esforço, e que teve uma situação diferente, pois pegaram isso fechado”, aconteceu, lembrando um impacto nestes calouros.

Questionados sobre celulares, grande parte de problemas de uso excessivo (89,9%), o comportamento sedentário7,6%), a ansiedade (84,5%), como preocupação (76,5%), como preocupação (76,9%) a depressão (74,8%), as perturbações na qualidade do sono (69,4%), os conflitos familiares (61,8%), a má nutrição (58,4%) e perturbações na quantidade do sono (57, 4%). Cerca de 39% ainda referem o aumento de jogos ‘online’.

Sobre os potenciais aliados para enfrentar os problemas relacionados com a pandemia, a maioria aponta como ligações familiares (75,2%), menos fadiga (50,2%) e eles têm mais tempo (39,8%).

O estudou caracterizações universitárias em seis dimensões: saúde e bem estar, substâncias psicotrópicas e estatizantes em características de dependências, características físicas e modificações de hábitos alimentares, físicas e físicas, literacia e conhecimento.



LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here