Saque Extraordinário do FGTS não caiu na conta, e agora?

0
18

Benefício de até R$ 1 mil já está liberado para maior parte dos trabalhadores brasileiros

Com a liberação de até R$ 1 mil das contas do FGTS para uso do trabalhador, diversos brasileiros estão sacando ou movimentando o dinheiro extra. No entanto, algumas pessoas relatam que o saldo previsto durante o Saque Extraordinário do FGTS não caiu na conta. Nesses casos, pode ser preciso realizar uma atualização de dados ou abrir uma solicitação.

Por que o saque do FGTS não caiu na conta?

De acordo com a Caixa Econômica Federal, o saldo referente ao Saque Extraordinário do FGTS será depositado automaticamente em uma Conta Poupança Social Digital, aberta pelo banco em nome dos trabalhadores. No entanto, segundo Agência Brasil, caso os dados incompletos possam pedir a liberação dos recursos. O processo pode ser realizado online. Confira o passo a passo:

Existem duas formas de realizar o procedimento. A primeira delas é pelo site do FGTS.

  • Na página inicial, selecione a opção Saque Extraordinário do FGTS;
  • Clique em Consulte aqui;
  • Insira seu número ou CPF ou PIS;
  • Selecione a Não opção sou um robô e siga as instruções que aparecerão na tela;
  • Informe uma senha;
  • Na página inicial será possível consultar se os dados estão incompletos, atualize se necessário;
  • Em seguida, veja se você tem direito ao FGTS, em qual data será realizada a liberação do dinheiro e de qual forma.

Para quem ainda não tem cadastro, o processo muda.

  • Na página inicial, selecione a opção Saque Extraordinário do FGTS;
  • Clique em Consulte aqui;
  • Insira seu número ou CPF ou PIS;
  • Selecione a Não opção sou um robô e siga as instruções que aparecerão na tela;
  • Clique em Cadastrar/recuperar senha;
  • Após realizar o procedimento, informe seu número de celular;
  • Na página inicial, será possível conferir se os dados estão incompletos. Em caso positivo, realiza uma atualização;
  • Em seguida, consulte se você tem direito ao saque do FGTS, em qual data será realizada a liberação do dinheiro e de qual forma.

A consulta também pode ser realizada via Aplicativo do FGTS.

  • Após realizar o download, entre no aplicativo;
  • Informe seu CPF;
  • Clique na Não opção sou um robô e siga as instruções;
  • Informe ou cadastre sua senha;
  • Selecione a opção Saque Extraordinário;
  • Verifique o valor disponível para saque, dados e modo de retirada.

Se seguir essas etapas o trabalhador constatar que o depósito não foi liberado, ele poderá realizar automaticamente a solicitação para que o depósito seja realizado pela Caixa. O procedimento está disponível apenas pelo aplicativo.

  • Após entrar no aplicativo, selecione a opção Solicitar saque;
  • Clique em Confirmar para autorizar a abertura de conta poupança social da Caixa em seu nome.

Além disso, é preciso ficar atento para os dados de liberação do Saque Extraordinário já que, para o trabalhador, o FGTS não caiu na conta porque o dia do pagamento ainda não chegou. Verifique o calendário:

  • Nascidos em janeiro: 20 de abril;
  • Nascidos em fevereiro: 30 de abril;
  • Nascidos em março: 04 de maio;
  • Nascidos em abril: 11 de maio;
  • Nascidos em maio: 14 de maio;
  • Nascidos em junho: 18 de maio;
  • Nascidos em julho: 21 de maio;
  • Nascidos em agosto: 25 de maio;
  • Nascidos em setembro: 28 de maio;
  • Nascidos em outubro: 01 de junho;
  • Nascidos em novembro: 08 de junho;
  • Nascidos em dezembro: 15 de junho.

Também é preciso observar um limite de dados para sacar ou movimentar os valores disponibilizados pelo Governo Federal. De acordo com a Caixa, o dinheiro depositado nas contas digitais disponíveis até o dia 15 de dezembro. Se até esta data o dinheiro não for movimentado, retornará para a conta vinculada ao FGTS do trabalhador.

Leia também:
Eletrobrás: uso do FGTS para a reserva de ações já está liberado
O Espelho do PIS pode ajudar a consultar o direito; entenda o que é

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here