O fim de A escada e o começo de Ms. Marvel

0
27

Não poderia haver duas séries mais diferentes. Mas vida de quem escreve sobre cinema é assim mesmo. E eu gostei muito de A Escada da HBO Max, e de Senhora Marvel, faça Disney Plus. A primeira terminou seu último episódio (total de 8) hoje (9) na HBO Max. A segunda estreou ontem o seu primeiro no Disney Plus. O público alvo das duas é totalmente diverso.

A Escada

Eu já havia escrito aqui sobre os três primeiros dois, que foram lançados juntos. Depois, a série passou a ter um episódio por semana. A minissérie é baseada num fato real. Michael Peterson (Colin Firth) é um famoso escritor acusado de assassinar sua própria esposa, Kathleen Peterson (Toni Collette). Em 2001, polícia Peterson ligou para a polícia avisando sua mulher havia um acidente, caindo da escada. Mas as pesquisas constataram que ela foi espancada até a morte. E que ele teria a cena do crime para criar uma imagem de um acidente doméstico. Com a exposição na mídia, vários segredos de família são desenterrados. Incluindo a possibilidade de infidelidade. A cada nova informação, o público foi descobrindo que o casamento de Michael e Kathleen estava há muito tempo de ser perfeito. Rapidamente, Michael se tornou o único suspeito do crime. E então…

Michael é culpado ou inocente? A série brinca todo o tempo com atenção da audiência. Vemos a morte Kathleen de diversos modos, de quem está falando sobre o assunto. Outro fato interessante é que o documentário que fazem sobre o caso é parte integrante da história (está na Netflix). E os personagens reais também. Tem uma atuação primorosa de Colin Firth. E ainda conta com a presença de Juliette Binoche, Sophie Turner e Michael Stuhlbarg. Em alguns momentos, ela pode ficar um pouco confusa, com as idas e vindas da história. O final não dá muitas respostas, depende de sua interpretação das diversas faixas. Mas eu fiquei intrigado e acompanhei todo o tempo com atenção.

Senhora Marvel

Por outro lado, Senhora Marvel é uma série fofinha e divertida. Daquelas para ser vista por toda a família. É uma produção da Marvel, baseada na personagem dos quadrinhos. É feito com um ritmo divertido, cheio de efeitos especiais fofos.

Kamala Khan (Iman Vellani), uma jovem de 16 anos de origem paquistanesa. Ela tem um fascínio especial por super-heróis, particularmente pela Capitã Marvel. A jovem geek tem fazer isso, problemas para escola se encaixar em casa amigos na casa. Mas a vida de Kamala muda rapidamente quando ela adquire superpoderes. Agora, com suas novas e misteriosas habilidades, a jovem precisa enfrentar a mesma realidade. Acima de tudo, Kamala terá que equilibrar uma super heroína com sua vida na escola.

Esse primeiro episódio é uma história de origem, e funciona especialmente para ter uma protagonista tão simpática. Como não se identificar com Kamala e seus problemas na escola, com os pais, e sua vontade de pertencer a algum lugar. O episódio é bem eficiente em dar a base para uma história que promete ter várias ramificações. Aliás, eu não duvido que Brie Larson possa fazer uma busca em algum momento. Afinal, a Capitã Marvel é o grande ídolo de Kamala. Ah, e #ficaadica. Tem uma cena pós-crédito no primeiro episódio. Já mostra alguns dos problemas que Kamala vai enfrentar. Vou acompanhar!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here