Famílias começam a ajudar de R$ 2.000: veja quem tem direito

0
12

O valor do benefício é de R$ 2 mil, que será destinado para quem perdeu tudo em decorrência das fortes chuvas

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

No dia 2 de junho, teve início o cadastro das famílias desalojadas ou desabrigadas devido aos recentes temporais que aconteceram em cidades do estado de Alagoas para receberem o benefício do auxílio-chuva.

Situação de emergência

Prefeituras de 33 cidades decretaram situação de emergência. O valor do benefício é de R$ 2 mil, que será destinado para quem perdeu tudo em decorrência das fortes chuvas. Os pagamentos ocorrerão em quatro parcelas no valor de R$ 500,00, nos meses de junho, julho, agosto e setembro.

“A nossa espera é de que entre o dia 10 e o dia 15 [de junho] nós já efetuaremos o pagamento da primeira parcela, por meio da Caixa Econômica Federalnos mesmos moldes para pagamentos dos demais benefícios“, declarados Paulo Dantas, governador de Alagoas.

Cadastro das famílias para receber o auxílio

As prefeituras dos atingidos responsáveis ​​pelo cadastro das famílias beneficiárias. Os dados para o cadastro foram obtidos com base em um levantamento feito pelas Defesas Civis Municipal e pelo Estado. Os órgãos encarregados de supervisionar e fiscalizar a medida.

Os beneficiários foram incluídos no sistema desenvolvido pela Secretaria Estadual de Assistência Social pelas prefeituras até a última segunda-feira (6). Isto é, o cadastro receber benefício não foi feito pelas vistas pelas chuvas

Contudo, vale a situação que terão rendimentos baixos. A inscrição no Cadastro Único também identifica esses moradores.

CadÚnico

O Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) é usado para a coleta de dados e informações que possibilitam a identificação das famílias de baixa existentes no Brasil, com o intuito de incluir em programas de assistência social e download de renda, como o Auxílio Brasil, Vale-gás e o extinto Bolsa Família.

No início da pandemia da Covid-19, em março de 2020, eram 13,5 milhões de famílias em situação de extrema pobreza. Já em 2021, eram 15,7 milhões e agora atingiram um total de 17,5 milhões, o que corresponde a um aumento de 22,8%.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal não Youtube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Instagram e Contração muscular. Assim, você acompanhará tudo sobre Bancos digital, cartões de crédito, Financeiro, fintechs e relacionado ao mundo das finanças.

Imagem: Alexandre Zorek / Shutterstock.com

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here