Conta de luz pode ficar 12% mais barata com teto para ICMS, afirma Aneel

0
14

Os governadores são contra a proposta porque ela reduz a arrecadação dos estados (Crédito: Pixabay)

A conta de luz pode ficar, em média, 12% mais barata se o projeto que limita o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Produtos (ICMS) for aprovado no Congresso Nacional.

“A estimativa do estado do efeito dessa medida é uma redução média de 12% que vai variar para cada estado”, informa a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

O Projeto de Lei defendido pelo presidente Jair Bolsonaro limita a 17% a alíquota do ICMS de Combustíveis, Energia, Transporte e Telecomunicações. A proposta classifica esses produtos como bens e serviços essenciais, que não podem ter alíquota superior a 18%.

+ Bezerra lê o relatório de projeto que impõe ao ICMS sobre projeto energético e energia elétrica

O texto já foi aprovado na Câmara dos Deputados e aguarda votação no Senado. Os governadores são contra a proposta porque ela reduz a arrecadação dos estados.

O valor final da conta de luz é composto pelo custo da compra, transmissão, distribuição, auxílios e impostos. Em média, o ICMS responde por 21,3% das contas de luz e o PIS/Cofins, 9,2%. No Rio de Janeiro, por exemplo, o ICMS cobrado sobre a energia elétrica chega a 32%.



LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here