XP lança nova marca e quer ter o melhor banco de atacado em 3 anos

0
18

[ad_1]

A XP Inc. (XPBR31) anunciou nesta quarta-feira (8) o lançamento da marca XP Banco de Atacado, que reflete a integração de áreas dedicadas ao atendimento a empresas, investidores institucionais e clientes com alto patrimônio (private), com o objetivo de ser o melhor banco de atacado do país em três anos.

“Queremos ser a primeira ligação do cliente para o que ele precisar. As empresas demandam cada vez mais um atendimento sofisticado e o nosso banco de atacado nasce com esse DNA: de oferecer uma estrutura robusta e um portfólio de produtos e serviços completo”, afirma José Berenguer, CEO do Banco XP.

Questionado sobre a meta de ser o melhor banco de atacado em três anos, não o maior, Berenguer disse que houve essa discussão interna antes de a meta ser traçada. “Para nós ser o melhor [banco de atacado] é melhor que ser o maior. Queremos ser o principal parceiro financeiro da maior parte dos nossos clientes. Ser o maior é consequência”.

Leia também:

Com o lançamento, o XP Banco de Atacado passa a integrar seis frentes da companhia: XP Corporate (empresas com faturamento acima de R$ 700 milhões), XP Private, XP Investment Banking, Relações Institucionais, XP International e Research (o segmento middle da XP Empresas, de faturamentos abaixo de R$ 700 milhões, passa a integrar a XP Corporate).  Cerca de 570 profissionais trabalharão na área.

“Queremos garantir aos clientes empresas e private uma jornada unificada – one stop shop: ainda mais estratégica, coordenada, com uma visão holística, a partir de um ecossistema único. Daremos acesso a um marketplace amplo e integrado de produtos e serviços financeiros”, afirma Gustavo Balassiano, head do canal atacado.

A meta de ser o melhor banco de atacado em três anos “leva em conta o processo de evolução das áreas envolvidas ao longo dos últimos anos”, segundo a XP, que destaca dois segmentos: o private (braço que atende a clientes de alto patrimônio) chegou a cerca de R$ 250 bilhões em ativos sob gestão em seis anos e o investment banking está entre os principais bancos de investimentos do país, tanto em operações de dívida quanto em emissão de ações e fusões e aquisições.

A XP quer chegar a R$ 300 bilhões de ativos sob gestão até o fim do ano no private e, no investment banking, quer continuar a avançar com a negociação das SAFs (Sociedades Anônimas do Futebol). A empresa já participou das vendas do Cruzeiro e do Botafogo e está negociando com o Coritiba, além de três outros clubes que não quis revelar por sigilo contratual.

“Somos um banco de investimentos jovem e inovador, hoje somos o nº 1 em transações do agronegócio, fizemos as primeiras privatizações de grandes clubes do futebol e iremos sempre, pautados pela excelência, buscar novos caminhos e horizontes para as empresas brasileiras”, diz Pedro Mesquita, head do XP Investment Banking. “Agora, com o XP Banco de Atacado poderemos atuar de forma ainda mais conjunta, facilitando a jornada dos nossos clientes pessoas jurídicas em todas as etapas”.

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:

[ad_2]

Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here