Conheça suplementos que podem atrapalhar o ganho de massa muscular

0
21

[ad_1]

O processo de ganho de músculos é, basicamente, um ciclo: com o exercício, as fibras musculares se rompem e, no esforço de refazê-las, a massa muscular aumenta. A alimentação pode ajudar nesse processo, garantindo que o corpo tenha o que precisa para se recuperar.

Para dar uma mãozinha a mais, muitas pessoas recorrem a suplementos alimentares. Porém, nem todos são úteis para esse processo.

Durante o processo de quebra das fibras musculares decorrente do exercício, há uma liberação de radicais livres nos músculos. O organismo, então, libera antioxidantes para lutar contra eles (esse ciclo é chamado de “redox”) e, a cada vez que acontece, o indivíduo fica um pouquinho mais forte.

Apesar de parecer que suplementos antioxidantes (como as vitaminas C, E e polifenois, por exemplo) podem ajudar no processo, na verdade, é o oposto: o corpo pode ficar super estimulado com o excesso da substância e não consegue fazer sua parte no redox. Assim, os resultados esperados não aparecem.

Duas pesquisas, uma de 2014 e outra de 2015, mostram que a suplementação das vitaminas C e E não fazem diferença alguma na hipertrofia de pessoas jovens, mas diminuem os ganhos de massa magra em pessoas mais velhas.

Veja dicas para ganhar massa muscular mais rápido:

0

Outro estudo, de 2018, publicado na revista científica National Library of Medicine afirma que suplementos de antioxidantes também interferem na resistência ao exercício longo (endurance). “É importante dizer que não existem evidências convincentes para sugerir que a suplementação de antioxidantes melhore o exercício físico”, escrevem os cientistas.

Embora a ciência não tenha encontrado benefícios nesse tipo de suplementação, é importante conseguir os antioxidantes pela alimentação, garantindo o bom funcionamento do corpo. Para alcançar os resultados associados ao aumento da massa magra, não tem jeito: é preciso escolher bem o que vai no prato.

Alimentos ricos em vitamina C são frutas cítricas (limão, laranja, morangos), vegetais (brócolis e couve-flor), além de pimentão e tomate. Já a vitamina E é encontrada principalmente em comidas ricas em óleo, como abacate, castanhas e semente de girassol.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

[ad_2]

Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here