Bolsonaro embarca para os EUA, onde participará da Cúpula das Américas

0
22

O presidente Jair Bolsonaro (PL) embarcou na noite desta quarta-feira (8/7) para Los Angeles, nos Estados Unidos, onde participará da Cúpula das Américas. O evento reúne líderes de governo da maioria dos países do continente.

O mandatário da República decidiu participar do evento após, no Palácio do Planalto receber Christopher Doddenviado especial do governo norte-americano, que reforçou o convite a Bolsonaro para a cúpula.

Após na Cúpula das Américas, nos dias 9 e 10 de junho, Bolsonaro deve seguir para Orlando, na Flórida, onde deve inaugurar, no domingo (6/11), o vice-consulado brasileiro. Atende é que o presidente pago ao Brasil após a agenda.

Nas ausências de Bolsonaro, do vice Hamilton Mourão, em viagem à Espanha, e do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que também estará nos EUA para a Cúpula, quem assume a Presidência da República é o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG). Antes do embarque, Bolsonaro passou o cargo para o senador (foto em destaque), também presidente do Congresso,

Cinco desafios que aguardam Bolsonaro na Cúpula das Américas

0

Bilateral com Biden

Durante a Cúpula das Américas, os presidentes Jair Bolsonaro e Joe Biden devem se reunir. Segundo o chefe do Executivo federal, a comitiva brasileira abordará temas como segurança alimentar, transição energética e questão ambiental.

Já os Estados devem pautar questões relacionadas ao coronavírus, resposta econômica à pandemia de coronavírus, segurança sanitária e mudanças climáticas.

Será o primeiro encontro entre os dois chefes do Estado desde a posse do democrata, em janeiro do ano passado. Até o momento, Biden e Bolsonaro só haviam tido contatos protocolares e sido mantidos um certo distanciamento, sobretudo pelo presidente brasileiro ter aliado do ex-presidente Donald Trump.

Mais cedo, durante agenda no Rio de Janeiro, Bolsonaro disse que caso Biden pergunte sobre a ida do presidente brasileiro à Rússia, em fevereiro deste ano, irá responder sem maiores problemas.

A viagem do Leste Europeu ao local de proximidade com Bolsonaro internacional, uma vez que a Rússia estava invadindo o território ucraniano, com reiteradas ameaças ao país vizinho. Na época, um dos porta-vozes do governo Biden chegou a dizer que o Brasil “do outro lado de onde estava a maioria da comunidade global”.

“Vou falar, se ele [Biden] tenha alguma pergunta sobre a minha ida à Rússia, lógico, o que eu possa falar, eu vou falar. O que não posso, não vou falar. […] Não tenho desligado com chefe de Estado nenhum fora do Brasil”, disse.

“Eu não iria à Cúpula das Américas. Eu não iria para aparecer em fotografias. Então, foi feito um diálogo com o assessor do senhor Joe Biden, foi acertado uma bilateral de um tempo que se fez necessário. E nós vamos conversar com ele, o que é o Brasil”, acrescentou.

O que é a Cúpula das Américas?

A Cúpula das Américas é um evento que reúne chefes de Estado do continente americano. Ela foi criada pela Organização dos Estados Americanos (OEA) tem o objetivo de promover a manutenção da cooperação entre os países da zona americana.

A nona edição do evento terá como tema “Construindo um futuro sustentável, resiliente e equitativo” para o hemisfério ocidental.

A cúpula deste regime, no entanto, tem o potencial de ficarda, uma vez que o governo dos Estados Unidos não foi permitidos, no entanto, que foi comandados por regime, uma vez que nunca foi permitido o comando do regime Cuba, Venezuela, Nicarágua. Os EUA declaram fraudulentas como as que inventam e se opõem a seus governos.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here