6 dicas para economizar energia com ar-condicionado

0
20

Para muitos brasileiros, inclusive para aqueles que moram em regiões em que as temperaturas costumam ser elevadas, ou ar-condicionado um produto indispensável. Todavia, com a alta cobrança nos últimos meses, surge a preocupação quanto ao consumo de energia.

Um fator positivo relacionado ao consumo de energia elétrica diz respeito ao avanço de tecnologias. Atualmente, uma intenção das empresas de eletros é trazer para o mercado um produto super tecnológico que gaste pouca energia. A estratégia prevê a chegada de novos clientes.

Os modelos mais recentes dos ares-condicionados da TCL, por exemplo, prometem até 75% de economia em comparação com os mais antigos. A empresa justifica essa capacidade na automação do compressor segundo a necessidade do ambiente, o que evita picos de energia.

“Sempre buscamos trazer o que há de mais moderno a nível global, e hoje não temos nenhum mercado modelos de última geração que entregam conforto para o usuário e ao mesmo tempo uma excelente eficiência energética, sem que haja surpresas com a conta de luz no final do mês”, disse Nikolas Corbacho, Gerente de Produtos da SEMP TCL.

Vale ressaltar que a empresa também algumas dicas que podem economizar energia na hora de usar o ar-condicionado. Confira a seguir.

Como economizar energia usando ar-condicionado?

  • Dica 1: Evite a entrada de raios solares no ambiente climatizado;
  • Dica 2: Feche todas as portas e janelas;
  • Dica 3: Instale o compartimento externo do ar-condicionado em um ambiente arejado e sombreado;
  • Dica 4: Ajuste a temperatura para em torno de 23°C, sendo a temperatura ideal para a saúde humana;
  • Dica 5: Mantenha os filtros de limpeza, seguindo a indicação automática do aparelho com o “Aviso de Limpeza de Filtro”;
  • Dica 6: Por fim, adquira o produto com tamanho ideal conforme seu ambiente.

Tarifa Social de Energia vai dar até 100% de desconto

Os cidadãos brasileiros são bastante numerosos com os aumentos constantes de energia elétrica.

Todavia, aqueles que se encaixam na situação de baixa renda podem entrar no programa Tarifa Social do Governo Federal. Há situações em que é possível o desconto de até 100% na fatura.

Quem tem direito a Tarifa Social de Energia?

Para ter direito ao benefício, as famílias precisam:

  • Estar inscritas ou ter seus dados atualizados no Cadastro Único (CadÚnico);
  • Ter uma renda de até meio salário mínimo por pessoa ao mês;
  • Ter entre os integrantes do mesmo domicílio pessoas que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Vale sobressair que as famílias indígenas e quilombolas que inscritas no CadÚnico também pode contar com o benefício. Para este grupo, o desconto poderá chegar até 100%, se o consumo mensal não economizará 50kWh.

Como se cadastrar?

O responsável pode dirigir uma agência da distribuidora de energia de seu estado, tendo em mãos documentos como RG, CPF e código de unidade consumidora. Além disso, será necessário o Número de Identificação Social (NIS) ou CadÚnco para verificar o direito ao programa.

Nos casos das famílias que possuem algum membro que precisa necessariamente para suporte médico ou tratamento de aparelhos eletrônicos para a saúde, deve ser apresentado um relatório

Vale lembrar que recentemente o Governo Federal anunciou que incluirá as famílias que se encaixam nos critérios do programa automático por meio do meio CadÚnico. Logo, os cidadãos saberão de mais informações.

Desconto da Tarifa Social de Energia Elétrica

A Tarifa Social de Energia Elétrica contempla atualmente mais de 24 milhões de famílias. Os relatórios conforme o consumo mensal. Veja:

  • Até 30 kWh/mês: 65% de desconto;
  • De 31 kWh/mês até 100 kWh/mês: 40% de desconto;
  • De 101 kWh/mês até 220 kWh/mês: 10% de desconto;
  • Quilombolas que consomem até 50 kWh/mês: 100% de desconto;
  • A partir de 221 kWh/mês: não há desconto.

Veja o que é sucesso na Internet:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here