Tribunal condena ex-candidato presidencial do Egito, Aboul Fotouh, a 15 anos de pena – Money Times

0
9

Intolerância: Aboul Fothouh foi preso, após criticar publicamente o presidente do Egito, Abdel Fattah al-Sisi (Imagem: Flickr/Hossam el-Hamalawy)

Hum tribunal egípcio condenou o ex-candidato presidencial Abdel Moneim Aboul Fotouh e várias figuras de peso da Irmandade Muçulmana longas penas de prisão neste domingo (29) por o Estado que inclui conspiração para derrubar.

Aboul Fotouh, que está na casa dos 70 anos e, de acordo com sua família, sofre de diversos problemas de saúde, foi condenado a 15 anos de prisão, a recurso, de acordo com a decisão do tribunal. Grupos de humanos que escolheram milhares de políticos, jornalistas e detidos no Egito após decidirem injustos ou sem base legal.

Aboul Fotouh deixou a Irmandade Muçulmana em 2011 após divergências sobre o papel da religião na política e fundou o partido Egito Fortemais centrista, lançando uma candidatura independente ao presidente em 2012.

Mais tarde o Ministério do Interior o a Irmandade de se encontrar para protestos, o que elecuss. Ele foi preso em fevereiro de 2018 depois de dar entrevistas criticando duramente o presidente Abdel Fattah al-Sisium mês antes de Sisi ser reeleito.

Entre para o nosso Telegram!

Faça parte do grupo do Money Times no Telegram. Você acessa as notícias reais e ainda pode participar de discussões relacionadas aos principais temas do Brasil e do mundo. Entre agora para o nosso grupo no Telegram!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here