Crise do Primeiro Reinado: como cai no vestibular?

0
19

Crise do Primeiro Reinado: análise de questão de vestibular

Diversos foram os motivos que provocaram a crise fazer Primeiro Reinadoevento extremamente importante para a história do Brasil.

O assunto de história é frequente por questões de Brasil, especialmente dentro dos vestibulares.

Dessa forma, para que você possa se preparar, o artigo de hoje separou a resolução de uma questão vestibular. Vamos conferir!

Crise do Primeiro Reinado: questão da UNIFOR

(UNIFOR) Termos de abdicação de Dom Pedro I:

Usando o direito que a Constituição me conceda, declara que hei muito voluntariamente abdicado na pessoa do meu mui amado e prezado filho o Sr. Pedro de Alcântara. Boa Vista – 7 de abril de 1831, D. Pedro I. Antonio Mendes Jr. Et al. Brasil-História, Texto e Consulta. Império. São Paulo: Brasiliense, 1977. p. 200.

Os fatos que fundamentaram a abdicação foram:

a) repressão aos revolucionários da Confederação do Equador, incorporação da Guiana Francesa e outorga da Constituição;

b) favorecimento aos comerciantes em favor dos portugueses, dívida externa elevada com a Guerra da Cisplatina e falência do Banco do Brasil;

c) repressão aos revolucionários da Confederação do Equador, perda da Província Cisplatina e falência do Banco do Brasil;

d) da Província Cisplatina, a perda exemplar da Assembleia Constituinte e os pistoleiros que executam o jornalista Lío Badaró;

e) controle das finanças nacionais, respeito aos constituintes que elaboram a primeira e favorecimento aos comerciantes.

Análise:

A questão do vestibular da UNIFOR pede ao candidato para que ele indique os fatores que provocam a abdicação D. Pedro I, evento que ocorreu em meio à crise do Primeiro Reinado.

A resposta correta para a questão é a alternativa C. Isso porque, os três motivos que estão na letra C marcaram o início da crise do reinado de D. Pedro I.

D. Pedro I investiu em tropas e em armamentos para combater a Confederação do Equador, organizado por estados que tentaram criar um Estado autônomo e independente. Ainda, podemos dizer que a crise econômica foi concretizada, com os altos custos investidos na Guerra da Cisplatina, em uma tentativa de evitar a perda da província da Cisplatina. Devemos nos lembrar de que a forte crise resultaria no falimento do Banco do Brasil.

Os candidatos ressurgiram também para uma forte pressão realizada contra a Confederação do Equador que foi planejada para o aumento da pressão de D. Pedro I. porque, com o fim do movimento, o Dr. Cipriano Barata foi preso.

Veja o que é sucesso na Internet:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here