Uma idosa de 71 anos foi presa por injúria racial em flagrante nesta segunda-feira (23/5) após chamar de “macacas” a cobradora e uma passageira de um ônibus que estava parado no Terminal do Cruzeiro. Identificada como Leila Gomes de Oliveira, ela ainda disse que “pessoas dessa cor” só querem o dinheiro dela.

O lamentável episódio aconteceu por volta das 11. Conforme conta a passagem da vítima dos xingamentos, Edilaine Ferreira dos Santos, 29 anos, começou quando Leila ficou sabendo que o coletivo ainda demoraria minutos. “Ela começou a dizer: ‘essa macaca toda vez faz isso’. Eu reclamei dizendo que eu era da mesma cor e ela contínua: ‘você também é macaca’, lembra.

0

Nervosa, ela começou a bater boca com a velha, de além ter pegado o celular e começou a gravar. “A mulher pegou o contracheque dela e ficou dizendo que ‘gente dessa cor quer o meu’. Não parava”, explica.

Pouco depois, a entrega e a presença são discutidas. “Quando ficou sabendo o que aconteceu, a porta e não descobriu ela fechar. O chamado chamou a Polícia Militar e fomos todos para a 5ª DP [Área Central]“.

As vítimas, como registradores de ocorrência e foram informadas de denúncias que há outros 22 casos iguais contra Leila. “Fiz questão de representar contra ela. Foi uma situação terrível. Nunca na minha vida imaginei que iria passar por essa situação”, desabafa.

A idosa foi presa, segundo consta na ocorrência, não comunicado sobre a detenção e preferiu ficar calada em depoimento.