Nas últimas semanas, foi noticiado que o astro do pop Justin Bieber não pode comprar uma Ferrari. Depois de uma mudança sem autorização em modelo da marca, o cantor entrou na lista de produtos do fabricante e não pode mais indesejados carros de Maranello. O mesmo aconteceu com a família Kardashian-Jenner

A família de socialites entrou para o grupo de endinheirados que não podem carros da montadora italiana. A ação tem como objetivo que a marca não deve manter a imagem de mercado.

Não foi informado uma razão específica para que a família não pudesse mais adquirir Ferrari. Mas, de acordo com o jornal espanhol Marca, um fabricante comunicou que não venderá mais carros aos Kardashians.

Outro famoso que não pode comprar Ferraris é o ex-boxeador Floyd Mayweather, que costuma customizar seus carros, assim como Bieber fez, sem autorização da marca de Maranello.

Por que Ferrari baniu Justin Bieber de comprar carros da marca

Foto: Reprodução

A Ferrari informou no começo de maio que baniu o cantor Justin Bieber de comprar novos modelos de seus carros. Isso ocorreu depois de uma série de abandonos do astro da música pop com sua Ferrari 458

Bieber desagradou a empresa de carros ao estacionar o veículo próximo a uma boate em Beverly Hills e ativar no local por duas semanas. Depois, o cantor pintou 458 de um tom de azul diferente para substituir o branco original em uma preparadora na Califórnia que não era referente à marca.

Em seguida, ainda insatisfeito com o modelo, ele leiloou o carro. Os dois últimos atos do artista fere o código de ética da Ferrari, que proíbe que o proprietário repintem os modelos e faça leilões sem autorização. Por isso, o artista entrou na lista de indesejados da montadora.

Vale lembrar que Justin Bieber é um grande entusiasta de carros exclusivos. A coleção do artista contém modelos da Lamborghini, Rolls-Royce e Maserati. Além disso, o cantor tinha uma Ferrari 458 e F430 na coleção.

Outros famosos proibidos pela Ferrari de comprar carros

Foto: Divulgação

Além da família Kardashia-Jenner e Justin Bieber, outros famosos foram proibidos de comprar carros da marca Ferrari. Veja abaixo quem são eles e por que não podem adquirir automóveis de Maranello.

Nicolas Cage

Foto: Reprodução

Famoso por produções dos anos 1980 e 1990, o ator já teve uma coleção de carros, incluindo a compra de um Ferrari Enzo de US$ 1 milhão em 2003.

No entanto, em 2009, o artista acabou precisando vender todos os carros para não declarar falência. Por isso, ele acabou fazendo leilões das Ferraris, o que desagradou a marca.

De acordo com a empresa especializada em automóveis proibidos, a marca supostamente proibida ou o ator de comprar um carro novo, pois o episódio das leilões terá feito a avaliação.

Tyga

Foto: Reprodução

O rapper Tyga chamou a atenção da internet no ano de 2015 após dar uma Ferrari para Kylie Jenner no aniversário de 18 anos da jovem, com quem ele namorava na época.

Mas o motivo para o rapper não poder comprar Ferraris é outro. Tyga é conhecido no mercado dos automóveis por comprar carros e depois não pagar seus aluguéis, levando a menos dois de seus carros a serem. Entre eles estava uma Ferrari 458 Spider. A empresa ainda teria o processamento por não pagar o dinheiro que não devia ter aluguel.

50 centavos

Foto: Reprodução

O rapper 50 Cent as redes sociais para reclamar da bateria morta da sua Ferrari e afirmar que o carro precisou ser rebocado. A imprensa internacional afirmou que o fato preocupante para a marca, que se preocupa profundamente com sua imagem.

Blac Chyna

Foto: Reprodução

A influenciada Blac Chyna já exibiu duas Ferraris personalizadas nas redes sociais: uma Califórnia envolta em rosa brilhante e uma 488 com rodas brilhantes.

Segundo informações da imprensa americana, a Ferrari não costuma gostar de pessoas que usam os carros da marca para chamar a atenção. Por isso, acredita-se que a influencia faz parte da lista de pessoas que estão proibidas de comprar outro veículo da marca.

Fonte: Uol, Diário do Nordeste

Esse conteúdo Ferrari família Kardashian de comprar carros da marca foi criado pelo site Fatos Desconhecidos.