UMA EVOS Phoenix não conseguiu garantir o título do Série Mundial de Free Fire (FFWS) neste sábado (21) por apenas um ponto, mas performou na competição o suficiente para conseguir fazer história. Na queda segunda da grande final, a equipe da Tailândia garantiu 18 eliminações, arrasando o servidor e um BOOYAH impecável.

+ Jogador da Attack All Around, JLX é eleito o MVP do FFWS
+ FFWS: Brasil brilha na última queda e ajuda Attack All Around a levar o título

As duas quase foram de uma história de abates contra o número de registros em queda única em toda a história das World Series. Até o momento, foram edições três realizadas, sendo uma no Rio de Janeiro e outra em Singapura, além do torneio disputado em Sentosa.

Quer saber mais sobre Free Fire? Siga a Tropa Free Fire nas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter!

Mesmo sem ter rivalizado com o título, o EV Phoenix conseguiu o mundial como finalizou o tempo que mais abateu adversários. No decorrer do processo, foram 51 de seis dispositivos enviados de volta para o lobby. O número é ainda mais impressionante se levar em consideração que a equipe caiu na sexta queda sem matar nenhum oponente.