A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) indiciou, nesta sexta-feira (20/5), um homem que entrou em uma escola de ensino fundamental, em Sobradinho, e camisa todos, um aluno, de 9 anos da gola. Ele responderá por lesão corporal. O caso Delegacia de Polícia ocorreu em abril12 e foi investigado pela 13ª.

Na ocasião, o homem, que é pai de um estudante do colégio, foi até o local saber que o filho, de 9, havia brigado com um colega. Ele, então, esteve no centro de ensino para “tirar satisfação”. No entanto, acabou com a criança que não estava envolvida na confusão. De acordo com as crianças identificadas pela 13ª, o pai ainda amea o agredido.

Em seguida, foi entregue o local, apresentando-se o contato telefônico por parte de funcionários após o entregaram o estabelecimento de ensino. Apesar de não haver circuito de filmagem, várias testemunhas foram ouvidas, confirmando a versão da agressão.

“Do fato, não restaram as necessidades físicas na criança. Será, agora, indiciado por lesão corporal grave, em razão do trauma familiar Contudo, o agressor, explicado o delegado Hudson Maldonado.

criança traumatizada

Os investigadores aguardam 30 dias para que a mãe da criança agredida observe o comportamento em casa. Ouvida pela polícia, ela narra que o filho está traumatizado. “Ela não queria voltar para a escola, demonstrando-se triste e com medo de ficar com adultos que não fossem da família. Agora, a criança deve passar por oitiva reconhecida da PCDF a fim de materializar o trauma provável”, o delegado.

Maldonado lembrou que, em regra, o crime de lesão corporal se consuma com marcas físicas. No entanto, há entendimento de que merece a lesão psíquica também amparo a lei, sobretudo em se tratar de pessoas da lei. “Por ser uma vítima menor de 14 anos, a pena poderá ser aumentada em 1/3. Se condenado, o agressor poderá pegar de 1 a 5 anos de reclusão”, destacou o delegado.

Quer ficar ligado em tudo o que rola no quadradinho? Siga o perfil do Metrópoles DF não Instagram.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.