mãe é presa por torturar, estuprar e manter filhos em meio a fezes

0
44

Maus-tratos e filhos de 6 e 4 anos, violência doméstica, crimes tradicionais e particulares, por uma mãe contra seus filhos particulares, filhos de 6 e 4 anos, que trabalham no âmbito da operação, de bandeirada Garden 38ª Delegacia de Polícia (Vicente Pires)nessa quinta-feira (19/5).

A mulher, de 26 anos e o ex-namorado dela, de 32, foram alvo de travamento e de busca e apreensão por terem infligido uma série de barbaridades contras a crianças. Os crimes ocorriam desde o ano passado, quando as equipes da Coordenação de Repressão a Crimes Patrimoniais (Corpatri) presenciaram a situação das vítimas quando cumpriram as buscas por outra investigação.

Na época, o casal mantinha relacionamento e a mulher morava com os filhos em um apartamento na Colônia Agrícola Samambaia, em Vicente Pires. De acordo com a família, as crianças mantidas em um apartamento de banheiro e os restos de alimentos, roupas podres, insetos e lixo espalhado por todos.

Veja fotos do local onde as crianças eram mantidas:

0

Piolhos e carrapatos

De acordo com os agentes, pois duas crianças tinham piolhos e até carrapatos, em razão da falta de cuidados. O casal de parentes em suas ameaças e ameaças, informados em seus pares de ameaças verbais e ameaças.

Como acabaram crianças permanecendo sob a guarda dos avós paternos. Em segurança, após se sentirem mais protegidos, eles escolheram um narrador para a avó os maus-tratos a que estavam sendo protegidos. O filho da investigada ainda contornou ter sido sexualmente pelo namorado de sua mãe, o qual teriaus esfregado o pênis em seu ânus. Ele ainda presenciou a mãe manter relações sexuais com dois homens ao mesmo tempo.

A mãe da mulher grávida também também pode ser mãe de sua mãe filhas. A menina afirmou que o estimulantevava com força sua genitália quando lhe dava banho. As crianças ainda revelaram que presenciaram a mãe suas crianças íntimas em aplicativo de celular em troca de suas partes.

Veja vídeo da prisão do casal:

Depoimento especial

As crianças foram mais comuns a um depoimento especial, tornados na Delegacia de Crianças e Adolescentes (CA) e confirmaram a dos adolescentes abusos relatados, tendo informados dos adolescentes abusados, verbais e sexuais de adolescentes. O menino de seis anos foi encaminhado ao IML, onde foi atestado que ele sofreu contusões, em razão de atos de violência física experimentada.

Os investigados não mantêm mais relacionamento amoroso, que não mantém mais relacionamento sexual com violência, maus-tratos, abuso de material, abuso de violência e abuso sexual por parte da criança. Somadas, as penas podem alcançar os 30 anos de prisão.

Durante as buscas realizadas na residência da investigada, os policiais identificaram que a mulher continua vivendo nas mesmas condições de higiene com que viviam com seus filhos, tendo sido observada a presença de presença de cachorro, lixo acumulador, sujeira e insetos no local, inclusive sem constatação interior de sua geladeira.

A investigação prosseguir com a análise do material apreendido. As crianças continuam sobre a guarda a avó paterna. O Metrópoles irá revelar o nome dos investigados não para proteger a identidade das duas crianças.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here