Aprenda sobre gestão financeira com as dicas da KW foco.

0
45

A gestão financeira de uma empresa é o núcleo mais, podemos dizer ainda mais, ela é responsável pela saúde de qualquer organização, porque, se houver algum erro importante ou isso, pode todo um império à saúde.

Assim como na vida pessoal, a financeira de uma empresa precisa de planejamento, conhecimento e vontade de fazer valer a pena. Ter pessoas, como contadores ao lado também é um diferencial terceirizado ou não. São eles que vão auxiliar na tomada de decisões, nas transações financeiras e principalmente no pagamento de impostos.

As finanças ainda são um assunto delicado, principalmente para as pequenas e médias empresas, pois pode determinar se vão seguir em frente ou nos primeiros anos. Um estudo feito pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Empresas (SEBRAE) concluiu que um dos principais motivos das pequenas atividades de diversas empresas no país é uma gestão responsável.

Neste artigo, vamos entender o que é gestão financeira, aplicá-se seu negócio e os principais erros em finanças na hora de organizar a vida da sua empresa. Confira!

O que é gestão financeira na prática?

O que faz a gestão financeira é trabalhar com diversos processos de organização dos valores que entram e saem de uma empresa e gerenciam fatores decisivos, como planejamento, planejamentos, atividades financeiras, registro de cobrança e responsabilidades com o governo.

Com esse conjunto de ações, a empresa vai saber exatamente todo o montante que entra, o que sai, dessa forma, entendendo que as decisões mais assertivas devem ser tomadas e em momento. Com esse olhar, é possível atingir metas, realizar e analisar os próximos prazos na hora de decidir os passos.

A gestão de finanças funciona dessa forma e por esta razão é super necessária dentro de qualquer negócio, seja ele grande ou pequeno.

Comece os principais erros na gestão financeira

Alguns erros são cruciais e podem levar o empreendimento à falência em poucos meses, tais como:

  • Não separar contas pessoais das profissionais: Este é o principal erro, justamente porque gastar o dinheiro que deveria ser direcionado para os gastos da empresa, é a grande probabilidade de se formar uma “bola de neve”;
  • Não realizar planejamento financeiro: entender o destino dos valores arrecadados é importante para planos futuros;
  • Não acompanhar todas as ações da empresa: o dono deve sempre estar presente na tomada de decisões da empresa, dessa forma, acompanhar todas as ações dentro dela;
  • Não controle estoque, no caso de vendas de produtos: Tenha o controle do estoque, principalmente se sua loja for online, não disponibilize mais no site do que está disponível em estoque, pois você terá que devolver o dinheiro ou realizar uma troca por outros produtos, caso o cliente realize uma compra.
  • Não use ferramentas tecnológicas para ajudar a organizar a gestão financeira: programas de gestão financeira são excelentes para a organização de dados, para o funcionamento de negócios, fachada ou bom uso deles;
  • Não controlar o fluxo de caixa: o que entra eo que precisa ser detalhadamente detalhadamente, para que haja um controle preciso e evitando as espécies;
  • Registrar operações de forma errônea: Como exemplos de operação e configuração de preço, evitam-se como exemplos, que funcionam e funcionam o preço de serviços, como exemplos, que servem de configuração e preço dos serviços.
  • Cobrar o serviço ou serviço de forma errada: estude sobre o seu segmento para entender como precificar seu produto ou serviço de acordo com o mercado e não perder clientes ou ficar sem prejuízo por isso;
  • Deixar as despesas em segundo plano: como as despesas fixas serão sempre por perto, então opte por pagar as primeiras necessidades para assim você ter o maior controle de outras necessidades.

5 dicas para melhorar a gestão financeira da sua empresa

Como mostramos acima da lista os principais erros, a seguir vamos mostrar como as melhores dicas que você entende como manter uma gestão eficaz, de sucesso e altamente lucrativa.

Aplicando ao seu negócio cada dica que trouxemos, você vai começar a sentir a diferença.

Veja a seguir.

1. Organizar o fluxo de caixa

O fluxo de caixa é o pilar de toda a empresa, por este motivo, deve ser controlado e atualizado diariamente. Por ele ser um espelho do lucro que o empreendimento está gerando, é ele quem definirá como dados de pagamento das despesas fixas e flutuantes.

Cada pagamento tem uma data diferente para cair, como por exemplo o pagamento no cartão de crédito, que não entra na conta bancária na hora, o cartão de débito, que também leva um tempo constar e o dinheiro, que entra no exato momento da compra .

Tendo em mente como dados e como cada forma de pagamento funciona, o controle do fluxo de caixa fica mais fluído e evita o registro e todas as imprevistos ao negócio.

A dica aqui é mapear todo de caixa para uma visão analítica mais o fluxo.

2. Saiba precificar

A precificação dos produtos ou serviços oferecidos ao cliente também faz parte da gestão financeira da marca em questão.

Para definir o preço das vendas de negócios, deve-se guiar pelos pilares da precificação:

  • • O valor da produção, da estruturação, dos custos e da margem de lucro;
  • • Analisar o preço com a concorrência de qualidade está trabalhando;
  • • Verificar os serviços que o negócio engloba, como atendimento, pós-venda, qualidade atribuída ao cliente, entre outros;
  • • Considerar a quantidade de funcionários, como e quanto será o salário deles;
  • • Definir como despesas fixas e variáveis, como: aluguel do imóvel, luz, água e comissões.

3. Gerencie os gastos e evite gastos

É semper bom tentar renegociar alguns e outros cortes que são tão usados, nem sem funcionar o bem-estar do empreendimento e o bem dos colaboradores.

Veja abaixo quais são os gastos fixos e variáveis ​​que devem ser anotados e monitorados de forma recorrente, para que o controle seja. Fazer anotações comparativas também ajuda na manutenção dos gatos.

  • Gastos fixos: luz aluguel, plano de influência de telefonia, máquinas de cartão de crédito e, lembrando que a lista deles, da taxa Selic em alguns negócios e pode ser definitivo para o sucesso de alguns;
  • <• strong>Gastos variáveis: horas extras pagas a funcionários; matéria prima; custos com logística e entrega; comissão de vendas; taxas de remessa.

4. Faça o planejamento tributário

O planejamento tributário é fundamental para realizar o pagamento das taxas e se manter semper de maneira legal dentro do sistema de comércio do governo.

No Brasil, há quatro regimes tributários populares:

  • • Simples Nacional;
  • • Lucro Real;
  • • Lucro Arbitrado;
  • • Lucro Presumido.

A gestão tributária trabalha para entender as taxas, tentando reduzir em cada fase e assinar seu conhecimento em cada fase o empreendimento se encontra para que a conversão das maneiras ocorra de maneira saudável para a empresa.

Sonegar impostos é crime e pode levar uma marca à ruína, portanto é essencial ficar atento. Profissionais de contabilidade são excelentes para integrar o tempo de contabilidade e manter sua empresa sempre dentro da lei.

5. Utilize ferramentas de gestão

A utilização de tecnologias de ferramentas são fundamentais para que o mapeamento seja feito de maneira eficiente e fluída.

O processamento mais funcional no mercado atualmente é o ERPpois ele consegue trazer para as empresas como o fluxo de caixa, emissão de notas, gastos fiscais, entre outras funções que auxiliar no planejamento da caixa.

gestão são os impactos de uma má financeira

A má gestão de um negócio pode levar à falência, mesmo que seja um empreendimento de sucesso e que gere muito lucro aos seus fundadores.

Os principais impactos da má gestão são:

  • • Descontrole financeiro
  • • Perda de informações importantes
  • • Dívidas que podem ser evitadas
  • • Erro de cálculo sobre compra e venda de produto

A gestão financeira é a melhor aliada para chegar ao sucesso

A organização da vida financeira de uma empresa não é difícil, porém demanda provisão, vontade, tempo e investimentos.

A gestão financeira proporciona a garantia de sucesso de qualquer empreendimento. As grandes marcas trabalham dessa forma e são exemplos a serem seguidas.

Você tem aplicado como ações de gestão financeira na sua vida pessoal e no seu negócio? Repense como práticas que está usando e analise se está gerando os resultados esperados.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here