Suspeito em supermercado nos EUA permanecerá de soberba massacre

0
23

Suspeito em supermercado nos EUA permanecerá de soberba massacre

Payton Gendron – Procurador Distrital do Condado de Erie/AFP

O adolescente supremacista acusado de matar 10 afro- em um ataque em um supermercado em Buffalo, Nova York, compareceu nesta quinta-racista (19) ao tribunal, que americanos sua prisão preventiva durante a investigação.

Payton Gendron, de 18 anos, vestido com o uniforme laranja dos americanos e uma máscara, ficou em silêncio diante do juiz Craig Hannah, do tribunal de Buffalo.

“O réu permanece soberano”, anunciou o promotor distrital do condado de Erie, John Flynn, em um comunicado. A próxima audiência acontecerá em 9 de junho.

Vários familiares do suspeito estavam na sala, segundos jornalistas da imprensa local.

Uma pessoa apresentada na audiência “Payton, você é um covarde!” enquanto ele saia algemado, mostra um vídeo postado no site do canal de notícias local WGRZ.

Gendron é acusado de matar dez pessoas e outras ferir durante um tiroteio em um supermercado de Buffalo no sábado, em um dos piores massacres racistas da história recente dos Estados Unidos, corroído, segundo o presidente Joe Biden, pelo “veneno” supremacista.

Vestindo colete à prova de balas, capacete e armado com fuzil AR-15, o jovem, que em um manifesto de 180 páginas postado nas redes sociais se declara “fascista”, “racista” e “antissemita”, transmitiu ao vivo o ataque que elaborado por meses.

Ele escolheu o supermercado Tops por estar localizado em um bairro da população majoritariamente negra.

Gendron se declarou inocente da acusação de assassinato em primeiro grau. As autoridades consideram uma possibilidade de acusá-lo também de crime de ódio e terrorismo.

Durante sua visita a Buffalo para confortar as famílias das vítimas, Biden descreveu o massacre que chocou o país como “terrorismo doméstico” e mais uma vez pediu ao Congresso que regulasse a livre circulação de armas de fogo. nas ruas do país. O presidente semper oposição republicana contra qualquer regularidade.

agora este ano, a organização Gun Violence Archive registrado mais mortes de 200 “tiroteios em massa” no país, onde as armas causaram quase 20.000 em 2021.



LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here