BR Properties (BRPR3) pode despejar R$ 3,4 bilhões em prever; operação de venda é fim de ciclo – Money Times

0
36

Os analistas fazem BBI calcule que a venda representa 7% do valor líquido dos ativos (Imagem: BR Properties/Divulgação)

UMA BR Propriedades (BRPR3) poderá pagar até R$ 3,4 bilhões (receitas líquidas de R$ 5,5 menos dívida líquida de R$ 2,1 bilhões) em Dividendosestimativa o Santander em relatório enviado a clientes.

O dinheiro, segundo a corretora, viria da venda da participação do fundo árabe Adia (Abu Dhabi Investment Authority – que de acordo com o Jornal do Brasil, pretende zerar a participação de 60% na empresa. O Adia é o principal acionista da BR Propriedades.

“Por outro lado, acreditamos que a administração pode usar os recursos para pagar sua dívida mais baixa, distribuir dos Dividendos e ainda economizar um valor para comentários adicionais de oportunidades e/ou investimentos em ativos ativos”,

Segundo o Bradesco BBIa venda de 80% do portfólio da BR Propriedadespor quase R$ 6 bilhões, encerrar um ciclo, eliminar a alta alavancagem da empresa (9x a relação líquida/Ebitda) e deixar espaço para uma distribuição de Dividendos significativo, “o que vemos como um movimento positivo em meio ao ciclo de aperto pior do que o esperado no Brasil e as feridas pandêmicas no segmento de escritórios”.

O negócio

Os analistas fazem BBI calcule que a venda representa 7% do valor líquido dos ativos (NAV) reportado pela companhia no primeiro trimestre (R$ 7 bilhões) e 88% do atual EV (valor da empresa) da BR Propriedadesde R$ 6,7 bilhões (R$ 4,6 bilhões do valor de mercado e R$ 2,1 bilhões de dívida líquida).

A corretora lembra que o negócio inclui a maior parte dos ativos maduros da BR Propriedadescomo o Panamérica Green Park, Panamérica Park, TNU, Complexo Parque da Cidade, Centenário/Plaza Centenário em São Paulo.

Com a venda restante da companhia está maioritariamente a carteira restante da companhiax maioritariamente em 0,5 P/NAV,” embora acreditemos que o mercado tenha o movimento em sua”.

BRPR3 precisaria subir 8% no próximo pregão para que o P/NAV das ações retornasse aos níveis pré-acordo (0,66x), sugerindo um aumento limitado em relação aos níveis atuais”, completam.

O BofA lembra que essa resultante transação ocorre após uma série de testes de incertezas com uma série de alta alavancagem (9,7x ND/Ebitda) e suportou vac no portfólio da aquisição do Parque da Cidade (também em venda) por cerca de R$ 1,5 bilhão no final de 2020 em meio ao enfraquecimento dos fundamentos do escritório da pandemia.

Ainda terá pouco os analistas, a oferta terá pouco potencial para escritório de um desafio de desafio de uma somada ao potencial de escritório ainda de um desafio res antes de uma carteira mais concentrada e risco mais um escritório no RJ representando mais 70% menor” .

O BofA tem média da performance, ou desempenho abaixo do mercado, com preço-alvo de9, assim como o Santanderque tem de manutenção.

Receba como as newsletters do Money Times!

Cadastre-se nas nossas newsletters e estamos sempre bem informados com as notícias que enriquecem seu dia! O Money Times traz 8 curadorias que abrangem os principais temas do mercado. Faça agora seu cadastro e receber as informações diretamente no seu e-mail. É de graça!

Isenção de responsabilidade
O Tempos de dinheiro publica informativas, de caráter jornalístico. Essa não constitui uma constituição de investimento.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here