Bolsonaro: somos obrigados a chegar nos ministérios e cortar R$ 10 bilhões

0
30

O Presidente Jair Bolsonaro (PL) confirmou nesta quinta-feira 10 bilhões de gastos com gastos extras.

Como antecipou mais cedo o transmissão, sistema de notícias em tempo real do Grupo, a necessidade de bloquear o econômico foi indicado pelaequipe no Relatório Bimestral de Receitas e Despesas e servirá para gastos obrigatórios, além de alguns gastos com gastos agrícolas e gastos discricionários, sem obrigação legal de autoridades, e os ministérios que serão entregues posteriormente.

“Apareceu de despesa extra essa semana, entre precatórios, Plano Safra e abono, mais R$ 10 bilhões. redes sociais na noite de hoje.

O Presidente ainda disse que, caso haja reajuste sala funcional de 5% ao público, seria cortar mais R$ 7 bilhões em despesas. Uma proposta de aumento, no entanto, sofre resistência de algumas categorias, que argumentam que o porcentual não repõe as perdas salariais decorrentes da inflação.

Vou pedir para encontrar com sindicatos de servidores e atender a acordo (sobre reajuste me disser de, dou 10%, 15%, 20% de reajuste. Se martelo de 5, a gente vai ver como é que fica (demandas de reesttruturação)”, declarou Bolsonaro, ao se referir também sobre a proposta de reesttruturação das carreiras da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e agentes penitenciários, rechaçada por outras categorias.

Bolsonaro ainda apresentado que a economia brasileira tem melhora, o que permitiria reajustes mais próximo ano. “Economia está indo bem, vão ter recursos no ano que vem.”

cadastro pulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here