“Situação inspira cuidados”, alerta Zovatto sobre democracia no Brasil

0
39

O advogado e cientista argentino político Daniel Zovatto Alertou sobre os situações às democracias democráticas e afirmou que a situação no Brasil “inspira cuidados”.

Durante a palestra “O estado da democracia no mundo e na América Latina”, realizada na última segunda-feira (16/5), no Centro Universitário de Brasília (Ceub)o diretor para a América Latina e Caribe do Instituto Internacional para Democracia e Assistência Eleitoral (Idea Internacional) advertiu sobre possíveis retrocessos no ambiente democrático brasileiro.

“O sistema político nacional está quebrado. Uma globalização terá de ser compensada, pois a democracia precisa funcionar para a maioria. Estamos mantendo democracias e a situação do Brasil inspira cuidados. Todo o processo de desinformação colabora para uma piora na qualidade da democracia no Brasil e agrava o aumento da desigualdade social”, enfatizou.

Durante o Zovatto trouxe à tona índices que destacam o profundo mal-estar. evento social pelos países da América Latina.

O especialista critico ou antipopulistas e “ssistemas” que fazem parte do comportamento dos líderes de nações da democracia partes pela queda na qualidade da democracia. Para ele, este tipo de condução política só funciona para grupos poderosos em benefício próprio.

“Estamos vivendo um momento de baixo nível de apoio à democracia. Quanto mais esse apoio cai, mais a insatisfação com o processo democrático” afirmou.

Diretor de órgão internacional crítica campanha contra urnas no Brasil

Notícias falsas

Daniel Zovato ainda em democracia falsa o problema da deformação e das como fatores que enfraquecem. O professor destacado como consequências de democracias incompletas e defeituosas.

“Encontramos altos níveis de pobreza, criminalidade, contra desigualdade e desigualdade. A América Latina conta com 35% de todos os homicídios do mundo”, emendou.

Para melhorar a qualidade da democracia, destacadas, durante a palestra, a função de segurança da justiça e a proteção da Eleitoral, para que possa exercer sua função de independência; o fortalecimento da governança e da capacidade de democracia de produzir resultados; ea dimensão social da democracia, renegociando os contratos sociais e a pobreza os altos níveis de desigualdade e a pobreza.

“Assim podemos restaurar o consenso regional em defesa acompanhada de uma atualização e fortalecimento dos mecanismos regionais para sua promoção e defesa”, pontuou.

Carreira

Diretor para a América Latina e Caribe do Instituto Internacional para Democracia e Assistência Eleitoral (Idea Internacional), Daniel Zovatto é advogado e cientista político argentino.

Mestre em Diplomacia, Direitos Humanos e Administração Pública pelas universidades americanas e espanholas, Zavatto é doutor em Administração Pública e Governamental e em Direito Internacional pela Universidade Complutense de Madri, na Espanha.

É também do Conselho Consultivo para a América Latina Woodrow Wilson do Programa de Serviços do Centro Internacional.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here