ONU lança plano para uso de energias renováveis ​​até 230

0
23

Queimadas em vistas jamais, tsunamis, escalões, tempestades, tempestades, fugas e alterações em alguns dos muitos sinais mudanças climáticas. De olho em ações que podem equilibrar os danos, a Organização das Nações Unidas (ONU) lançou um plano com cinco pontos para incentivar o uso de energias renováveis.

Segundo o secretário geral da ONU, António Guterres, trata-se de uma atitude fundamental para combater a alta concentração dos gases do efeito estufa, em comparação com os oceanos, a prova do nível dos mares e o ácido dos oceanos. Todos esses aspectos atingiram níveis registrados em 2021.

Como metas pela primeira ONU são para serem atingidas até 2030. Entre elas, está a duplicação de eficiência energética.

Destacado é a promoção de investimentos em infraestrutura e tecnologias de energia limpa, além do desenvolvimento de serviços de desenvolvimento para todos os países outros recursos em energia, especialmente nos menos aspecto os outros países em energia.

“Nós precisamos acabar com a casa por fósseis e acelerar a transição para a energia renovável que incineremos nossa própria casa. O tempo está acabando”, alertou o secretário geral da ONU.

O mais recente alerta ocorre após a Organização Meteorológica Mundial emitir seu Relatório do Estado do Clima 2021, segundo o qual os últimos sete anos foram os mais informados já registrados.

Um dos sinais das mudanças é o que pode aumentar nas queimadas, o desmatamento das florestas, como no caso climático da Amazônia. Imagem: Bruno Kelly/Amazônia Real.

Leia mais:

Impactos drásticos

Os impactos do clima são abrigados com as mortes e as espécies abrigadas na casa das segundas das pessoas abrigadas.

Guterres disse ainda que é preciso fomentar a transferência de tecnologia e retirar proteções de propriedade intelectual em tecnologias renováveis, como na estocagem de baterias.

Além disso, a cadeia-geral quer um acesso de produção a mais-primas que possa ser usado em tecnologias renováveis, ampliando atualmente em poucos países poderosos.

A ONU também deseja que governos façam reformas para promover as energias renováveis, como acelerar projetos de energia solar e eólica.

Guterres pediu mudanças em todos os governos a combustíveis fósseis, atualmente em meio a trilhão de dólares ao ano. E informou que investimentos públicos e privados em energia precisam triplicar para ao menos US$ 4 trilhões ao ano.

Através da: Exame e ONU

Já assistu aos novos vídeos no Youtube do Olhar Digital? inscreva-se no canal!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here