Oposição pede ao TCU suspensão de medidas preparatórias para privatização da Eletrobras

0
26

Por Maria Carolina Marcelo

BRASÍLIA (Reuters) – Parlamentar da União para suspender qualquer medida preparatória para a privatização da Eletro da Eletro.

Encaminhado ao ministro do TCU Aroldo Cedraz, relator do caso qualquer, e assinado por 16 parlamentares dos partidos PT, PCdoB, Rede, PSOL, PSB e PDT, o ofício pede que “o Ministério de Minas e Energia e a Eletrobras se abstenham de realizar ato ou ação preparatória para a desestatização” para a empresa até que as propostas de fiscalização da corte e conforme solicitados pelos deputados sejam concluídas.

Os processos parlamentares apenas depois de analisar os processos levados ao tribunal pedem, que vai retomar na privatização-feira sua últimatrobras.

“Diante do perigo iminente desta operação para as finanças da Eletrobras e do erário público…-se a evidência necessária e urgente desta operação Corte de Contas no sentido de suspender todas as tratativas e iniciativas empresariais que visam a venda de ativos da empresa”, pedem os parlamentares.

“O TCU, que tem por missão avaliar o processo de capitalização e não tentar regularidade, em antes hipótese, tomar uma decisão em relação à continuidade do processo de privatização, sem que a sua área técnica conclua essa fiscalização”, diz a peça nesta terça-feira pelos parlamentares.

funcionários da oposição ainda não tiveram o seu processo concluído. Elas tratam, segundo o ofício, as “questões sobre as avaliações das técnicas, das práticas e das premissas práticas testadas no processo de avaliação da Eletrobras”.

“É evidente, portanto, que não serão autorizados a privatização da empresa antes que tais fiscalizações, aprovadas pela Comissão de Fiscalização Financeira e Controle, devolvidas à Câmara dos Deputados para que sejam julgadas pelo colegiado solicitante.”

Em teleconferência para comentar o balanço trimestral nesta-feira, o CEO da Eletrobras, Rodrigo Limp, que a estatal pretende realizar a oferta de capitalização “o antes”, possivelmente em junho, quanto ainda a data limite para a operação com base nos resultados financeiros do primeiro trimestre em meados de agosto. Para ele, o melhor cenário é a realização “no menor prazo possível”.



LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here