Broadway usa câmera IR após as cenas; como funciona | Câmera

0
42

Para evitar as cenas de cenas do teatro da Broadway, em Nova York, foram instaladas câmeras de infra-vermelho (IR) para impedir a instalação de filmagens não automáticas dos espetáculos. A medida ocorre após uma cena de nudez do ator Jesse L. Williams, durante a peça Take Me Out, viralizar nas redes sociais, apesar do teatro expressamente proibir o uso de smartphones durante as apresentações.

De acordo com Peter Dean, diretor de produção da companhia Second Stage, a nova câmera é capaz de capturar imagens da câmera e dar zoom para capturar mais precisas da placa. “Isso vai permitir focalizar em um membro da audiência que aparenta estar fazendo algo suspeito e determinar se ele está ligado no celular ou fazendo outra coisa”, disse Dean ao jornal New York Times.

Nude de ator da peça Take Me Out viralizou na internet — Foto: Divulgação/Second Stage Theatre

Dessa forma, a pessoa flagrada usando o smartphone, a segurança da casa seja até poder pedir que as imagens sejam deletadas casotadas mesmo pedir para interromper o espetáculo.

Diferentes das câmeras tradicionais, que usam a luz para capturar imagens, como câmeras “enxergam” ou calorIR lançadas pelos objetos. Não por acaso esse tipo de câmera também é chamada de câmera térmica.

Câmera de infravermelho captam imagens nítidas mesmo em ambientes escuros — Foto: Divulgação/FLIR

Como o calor não é visível a olho nu, as câmeras conseguem produzir imagens nítidas mesmo em ambientes escuros, como é o caso de plateias de teatro. O sensor desse tipo de câmera é tão sensível que é capaz de detectar alterações de até 0,01° C de um objeto para outro.

Segundo o New York Times, não foi a primeira vez que a peça Take Me Out sofre com fotos vazadas de atores nus no palco. Na primeira montagem, em 2003, Daniel Sunjata foi vítima de algo semelhante, mesmo antes da invenção dos smartphones.

O lançamento da imagem, mais conhecido como o cirurgião Je Williams Avery na série Grey’s Anatomy, foi duramente criticado pelo Second Stage e pelo sindicato de atores de teatro, argumentando que se trata de uma confiança da confiança entre atores e público.

Antes da polêmica vir à tona, o Second Stage Theatre já obriga os espectadores a guardarem seus smartphones em bolsas da Yondr. Porém, é possível na internet diversos tutoriais sobre como encontrar abrir o acessório sem precisar da chave magnética.

Bolsa Yondr impede o uso do smartphone durante apresentações — Foto: Divulgação/Yondr

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here