Atirador de mercado em NY tem 18 anos. FBI investiga racismo

O Federal Bureau of Investigation (FBI) apura o massacre no supermercado de Buffalo, cidade do estado de Nova York, como crime racial. Autoridades locais norte-americanas entrevistaram pela imprensa, na qual confirmaram mortes 10 após um homem entrar no estabelecimento estabelecido e atirar contra as pessoas.

O assassino, que tem 18 anos, manifesto no qual se descreve como um supremacista branco.

Ao todo, 13 pessoas foram atingidas com os disparos do jovem Entre elas, 11 eram negras. A Swat, o FBI e a polícia local investigam o caso. A polícia de Buffalo disse que o FBI trata a situação como crime de ódio com motivação racial.

Joseph Gramaglia, comissário de polícia de Buff, afirmou que o homem estava definitivamente armado. John Garcia, xerife do Condado de Erie County, completou: “Foi um crime de ódio com motivação racial. Foi por pura maldade”.

Além disso, confirmou que o horas assassino não era de Buffalo e “até o dia por” chegar à cidade. Até a última atualização deste texto, a identidade dele não havia sido divulgada.

O atrativo que abriu contra clientes de um supermercado nos EUA e transmitiu o ataque pela Twitch, plataforma de streamings, estava com equipamentos de proteção e armas de alto calibre.

Após contra os clientes da segurança do cliente, atirar em ele e atirar no pescoço, indicando que tiraria a própria vida, mas a polícia mandar a própria vida. O homem obedeceu e foi preso.

O presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, ligou para a governadora de Nova York e pediu o máximo de atenção na apuração dos fatos. Kathy Hochul informou no Twitter que estava a caminho de Buffalo para acompanhar de perto o caso.

Transmissão ao vivo

Imagens pelo pequeno atrativo não mostram o homem no estacionamento antes de atirar clientes. Somente no estacionamento, ele acertou quatro pessoas.

Veja vídeo na Twitch antes do ataque:

Ao chegar no estabelecimento, a polícia encontrada fora do crime do lado de supermercado e outras dentro da loja.

Clique aqui para ver o vídeo.

Veja o primeiro comunicado da polícia local após a tragédia:

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.


Publicado

em

por

Tags:

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *