Geraldo Magela muda de planos e lança pré-candidatura ao Senado no DF

0
51

“Agora sou pré-candidato a senador”, afirmou Geraldo Magela, em nota enviada para militância brasiliense do PTnesta quinta-feira (12/5).

Magela buscava a pré-candidatura pavimentada para o Governo Distrito Federal (GDF) e deputadova o espaço com Rosilene Côrrea (PT) e o distrital Leandro Grass (PV), na geração alimentada por PT, PV e PCdoB.

Federação entre PT, PV e PCdoB cria impasse a candidato único ao GDF

No entanto, na quarta-feira (11/5), um Comissão Executiva Nacional do PT nota transferindo o comando definição das chapas majoritárias no DF o Diretório Nacional.

A direção, portanto, é a responsável por definir os candidatos para governador, vice-governador e senador. Segundo o documento, na formação da federação, uma exigência única majoritária do PV foi a indicação do nome para disputa ao Buriti.

Para Magela, o PT deve lançar um nome para o governo distrital. Mas as disputas internas no partido não possibilitaram esse movimento. “Nós atribuímos muito divididos. Não tinha acordo”, resume.

“Eu apresentei meu nome em abril do ano passado. Ligue para Lula e para a presidente Gleisi Hoffmann. Eles se manifestaram com satisfação por eu ter colocado meu nome. E vamos lembrar que era outro momento”, contorno.

Para Magela, o PT teria fôlego para disputar o GDF contra o governador Ibaneis Rocha (MDB), além de musculatura para manter um palanque forte para Lula.

“Eu estava bem nas pesquisas. Aparecia entre os quatro nomes com melhores nomes de voto. E nesta eleição, o eleitor está com tendência em candidaturas mais experiente”, comentou de

Planalto

Para Magela, independente de disputas, a aliança na eleição para o Palácio do Planalto é prioridade. “Compreendo que cabe à executiva adotar as medidas mais eficazes para garantir a vitória do Lula”, assinalou Magela.

“Para ajudar na construção desta vitória, a partir de agora, serei pré-candidato a Senador. Serei o Senador dos trabalhadores”, completou. Segundo Magela, a direção nacional pretende indicar Grass para o GDF.

A definirá em breve os nomes para chapa majoritária e Magela afirma que seguirá a decisão da nacional seja ela qual for.

“Não tendo a candidatura para o governo, certamente o PT terá uma para o Senado. É a primeira vez na história que o PT não vai ter um candidato a governador”, comentou Magela.

Leia a nota completa:

NOTA PARA A MILITÂNCIA DO PT

Bom dia petista,

“Agora sou pré-candidato a Senador.”

1. Desde o mês de ano passado, quando eu colocar o meu nome à disposição do Partido para concorrer ao governo do DF, venho defender esta candidatura própria a melhor também forma de construir um palanque forte para Lula e porque sempre acreditei que escuto Ibaneis.
2. Algumas informações não foram este o entendimento de lideranças do PT.
3. Eu também disse sempre que nosso único partido decisão da Direção Nacional.
4. Reafirmo as duas coisas!
5. Ontem a direção nacional informou ao PTDF que pretende indicar o candidato do PV para governador.
6 Penso que o melhor seria uma candidatura petista, mas as divisões internas nos colocaram na situação, nunca vivida antes, do PT não ter candidatura para disputar o GDF.
7. Decisão da decisão executiva qualquer que seja.
8. Compreendo que a vitória executiva adotar as medidas mais alternativas para garantir a executiva do Lula.
9. Para ajudar na construção desta vitória, a partir de agora, serei pré-candidato ao Senador. Serei ou Senador dos Trabalhadores.
10 Lutar para vencer a eleição e tentar lutar com o Brasil o povo de Brasília e lutar contra Lula a governar o.”

Brasília-DF, 12 de maio de 2022

Geraldo Magela Pereira

Quer ficar ligado em tudo o que rola no quadradinho? Siga o perfil do Metrópoles DF não Instagram.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here